8 de julho de 2017 • 9:04 am

Política

Temer chantageia PSDB e tucanos convocam reunião de emergência

Reunião foi convocada para segunda-feira e pode gerar o desembarque do governo

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Governadores e dirigentes do PSDB foram convocados para uma reunião de emergência pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin,para a próxima segunda-feira, 10.

Na pauta, o governador colocou “o alinhamento do discurso do partido” sobre a situação do governo Michel Temer, considerando que uma grande parte da cúpula agora prega o desembarque imediato das linhas governistas.

O PSDB tem quatro ministérios no governo de Temer e, principalmente, os ministros estão defendendo a permanência do partido, com a demonstração inequívoca de apego ao cargo.

Tucanos agora incomodados com Temer

Tendência – De acordo com as informações do ninho tucano, a tendência agora é  pelo desembarque de um governo enlameado pela corrupção e rejeitado por mais de 90% dos brasileiros.

O encontro dos líderes tucanos deve acontecer no apartamento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que tem pregado o rompimento com Temer.

 

As relações se deterioram ainda mais depois que Michel Temer afirmou na sexta-feira ter “preocupação zero” com a base aliada e o PSDB não faz falta na votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que analisará a denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente, acusado de corrupção no exercício do cargo.

Temer está na Alemanha, onde participa da reunião do G20, e fez questão de lembrar aos tucanos que o PSDB tem 4 ministros no governo e todos estão exercendo as funções. A declaração soou como chantagem entre os dirigentes do partido.

 

Deixe o seu comentário