15 de agosto de 2016 • 10:00 am

Brasil » Política

Temer confirma em entrevista que recebeu R$ 10 milhões da Odebrechet

Do bolo, R$ 4 milhões teriam sido entregues em dinheiro vivo a Eliseu Padilha, atual chefe da Casa Civil.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Após ter sido delatado por executivos da Odebrechet de ter recebido uma propina de R$ 10 milhões  em pleno Palácio do Jaburu, o presidente interino da República, Michel Temer, considerou normal pedir dinheiro a um empreiteiro, fora do prazo de uma campanha eleitoral. Ele declarou durante entrevista publicada nesta segunda-feira pelo site Antagonista.

Temer disse que o PMDB lhe pressionava para obter mais recursos.

Temer: propina de R$ 10 milhões.

Temer: propina de R$ 10 milhões.

“Eu já confirmei que jantei com Marcelo Odebrecht, no Jaburu, em 2014. Como é natural, o partido me pressionava para obter recursos para os seus candidatos. A Odebrecht contribuiu? Claro que sim. Está tudo registrado. Foram mais de 10 milhões de reais, dentro da lei. Sei que muitos podem não acreditar, dado o momento terrível que vivemos, mas não tenho conhecimento sobre dinheiro dado em espécie ao partido. E, sinceramente, acho improvável que isso tenha ocorrido. A minha preocupação é institucional, não jurídica”, disse ele.

Em seu primeiro depoimento visando a uma delação premiada, Marcelo Odebrecht afirmou que doou R$ 10 milhões em dinheiro vivo, a pedido de Temer. Disse ainda que tais recursos não foram contabilizados e saíram pelo caixa dois da empreiteira. Do bolo, R$ 4 milhões teriam sido entregues em dinheiro vivo a Eliseu Padilha, atual chefe da Casa Civil.

Deixe o seu comentário