12 de Fevereiro de 2016 • 12:39 pm

Política

Temer diz no TSE que o PSDB recebeu R$ 40 milhões de empreiteiras da Lava Jato

Na defesa, o vice diz que as mesmas que doaram ao PT e ao PMDB também deram dinheiro ao PSDB

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ao apontar que o PSDB recebeu a bagatela de R$ 40 milhões das empreiteiras para a campanha eleitoral do candidato Aécio Neves, durante a campanha presidencial, o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), fez o lastro de sua defesa no Tribunal Superior Eleitoral, diante de uma ação do próprio PSDB que pede a cassação do mandato dele.

Em sua defesa à Justiça Eleitoral contra pedido de cassação da chapa de 2014, o vice-presidente, Michel Temer (PMDB) fez duras críticas ao PSDB.

Os advogados do vice apontam que o PSDB também se beneficiou de R$ 40 milhões em repasses feitos por emprestas investigadas: “Fossem as doações motivadas tão somente por repasse de verbas oriundas de contratos superfaturados na estatal, é lícito concluir que não haveria razão para o maior partido de oposição obter recursos das mesmas empresas”.

Segundo Temer, não se pode demonizar doações devidamente registradas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). “Doação recebida e declarada de pessoa jurídica com capacidade contributiva, independente do que diga um delator, não é caixa dois.

Até porque, como visto, o partido-autor [PSDB] foi agraciado com vultosas quantias das mesmas empresas, logo, não há mau uso da autoridade governamental pelos representados [Dilma e Temer]”, diz o texto.

 

 

Deixe o seu comentário