28 de junho de 2016 • 7:42 am

Blogs » Brasil » Marcelo Firmino

Temer e Cunha: a corda e a caçamba em um encontro domingo à noite no Jaburu

Por essas e outras que a vovó sempre dizia: – Quem aos porcos se mistura farelo come!

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em recente encontro com a imprensa, o presidente interino da República, Michel Temer, foi questionado sobre a situação do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e a resposta foi a mais alinhada possivel, do ponto de vista político: – O Cunha é um batalhador.

Sem dúvida, remete a sustentação de corda e caçamba. Um não se sustentaria sem o outro.

Para reforçar tudo isso, no último domingo, 26, à noite, enquanto Brasília procurava pelas quadrilhas juninas, o presidente da República recebia em alto estilo no Palácio do Jaburu, residência oficial, ninguém menos do que o deputado Eduardo Cunha, senhor de todos os processos de corrupção do País, ainda solto com a devida condescendência de Janot, Moro, Teori e, principalmente, Temer.

E qual a razão desse encontro, regado a vinhos e charutos?

O que se diz na imprensa nacional é que eles se reuniram para fazer uma avaliação do quadro político atual. Antes, porém, assistiram ao jogo Argentina e Chile, partida final da Copa América, realizada nos Estados Unidos.

Por essas e outras que a vovó sempre dizia: – Quem aos porcos se mistura farelo come!

 

 

Deixe o seu comentário