21 de janeiro de 2017 • 9:20 am

Blogs » Marcelo Firmino

Teófilo prepara paiol de denúncias contra desmandos em Arapiraca

Prefeito vai levar todos os problemas da herança que recebeu para o Ministério Público

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A herança que o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) recebeu na Prefeitura de Arapiraca é desesperadora. Ele já decidiu botar a boca no trombone na próxima semana e pedirá apuração de tudo ao Ministério Público Estadual e Federal. Há um “paiol” de denúncias para fazer.

Em um primeiro levantamento da equipe de finanças da nova gestão se constatou um dos débitos de mais R$ 70 milhões, dívidas que renontam anos e vêm se arrastando desde a gestão do prefeito Severino Leão na década de 80 e que foram engordadas nas últimas administrações.

Rogério: caos total em Arapiraca

O novo prefeito “está quase louco com a bagunça administrativa”, disse um dos auxiliares dele, envolvido com o levantamento dos problemas de toda ordem.

A Prefeitura tem mais de 10 mil funcionários e uma folha de pagamento superior a R$ 22 milhões. “Trata-se de uma administração inchada e pouco operacional”, revelou o arapiraquense da nova gestão, acrescentando que o governo anterior deixou as folhas de dezembro e décimo terceiro para para sere pagas agora.

“Vamos honrar janeiro, que é da nossa inteira responsabilidade e dezembro ficará para quando Deus der bom tempo, sobretudo por que não há arrecadação para as duas folhas”, destacou.

O pior, de tudo, segundo a fonte municipal, é que as administrações passadas abdicaram de cobrar os tributos naturais dos contribuintes. “Arapiraca é uma cidade onde quase ninguém paga imposto por que os gestores fizeram acordos lesivos aos interesses públicos, além da cultura dos que não gostam mesmo de pagar os tributos devidos”, pontuou a fonte.

Rogério Teófilo saiu de Arapiraca, ontem à tarde, sexta-feira, 20, para tentar descansar e colocar a cabeça em ordem. Ele está neste sábado, 21, na Barra de São Miguel. Tenta buscar energias nas águas do mar e ao mesmo tempo preparará sua estratégia para fazer uma série denúncias contra os desmandos que encontrou na Prefeitura.

Teófilo terá que fazer uma revolução na cidade. Segundo as informações, o município hoje só tem mesmo a capa. Ou seja, a fachada imponente do prédio da Prefeitura e, por dentro, o desmonte generalizado fruto do descaso, onde nem cadeira há para acomodar os servidores.

Ou seja, a julgar pelas informações, o caos é total.

 

 

 

 

 

1 Comentário

  1. GiGI disse:

    Então explique o porque de todos os dias a secretaria de saúde colocando gente, qua qua qua…

Deixe o seu comentário