20 de agosto de 2015 • 9:04 am

Blogs » Marcelo Firmino

Tereza atrapalhou a mudança de Rui Palmeira para o PSB

PSB agora sonha em ter Cicero Almeida.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Tereza: a razão do veto do PSB

Tereza: a razão do veto do PSB

O prefeito Rui Palmeira (PSDB)  estava de malas arrumadas para se aninhar no PSB de Kátia Born e Alberto Sexta-Feira. As negociações andavam avançadas com a intermediação de Virgílio Palmeira, primo do prefeito que tem bom trânsito com a ex-prefeita de Maceió.

Rui, com históricas insatisfações doendo-lhe no peito por conta de atitudes de lideranças tucanas, não estava confortável no próprio partido. As insatisfações vêm desde que se propôs a se candidatar a prefeito de Maceió, quando o governador Teotônio Vilela Filho, presidente do PSDB, fez beicinho e chegou a incentivar a candidatura do então secretário de infraestrutura e dirigente do partido, Marcos Fireman.

Feridas abertas, o prefeito topou a parada de se mudar de mala e cuia para o lado dos “socialistas” e assim se candidatar naturalmente a reeleição.

Mas, um nome atrapalhou a negociação. A vereadora Tereza Nelma.

O detalhe é que Rui Palmeira deixou claro as lideranças do PSB que não trocaria de partido sozinho. Levaria com ele sua bancada na Câmara Municipal de Maceió formada por Dudu Ronalsa e Tereza Nelma.

Foi aí que o negócio deu pra trás. Antes entusiasmada, Kátia Born recuou com mais de mil por ter desavenças também históricas com Tereza. Assim Rui ficou em seu ninho tucano.

Hoje Kátia procura um novo candidato para ser prefeito pela simpática legenda socialista, que está rachada, após o veto a Tereza.

E como noticiou o jornalista Ricardo Mota, o nome da vez agora, para o PSB, é o ex-prefeito Cícero Almeida, até então no nanico PRTB.

Deixe o seu comentário