11 de maio de 2015 • 2:25 pm

Cotidiano

Trabalhadores contratados ocupam Incra e reclamam salários atrasados

Eles reclamam mais de três meses de salários atrasados, enquanto o Incra alega problemas orçamentários para resolver a questão.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Sede do incra invadida por terceirizados

Sede do incra invadida por terceirizados

Bolo e cartazes no protesto contra o Incra.

Bolo e cartazes no protesto contra o Incra.

Com três meses de salários atrasados os profissionais da de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), contratados pelo Incra em Alagoas, decidiram ocupar a sede da instituição para exigir uma resposta quanto ao pagamento. A ocupação se deu na manhã desta segunda-feira, 11.

Eles tiveram uma primeira reunião parte da manhã, mas até agora não conseguiram saber da superintendente regional, Lenilda Lima, quando os salários serão pagos. Os trabalhadores são vinculados ao Centro de Capacitação Zumbi dos Palmares, entidade contratada através de chamada pública para prestação de serviços a assentamentos rurais. As cobranças para a regularização do pagamento vêm desde o inicio de abril. A Alegação do Incra é que sem o orçamento da União liberado, a instituição fica de mãos atadas.

 

Mas, além das questões salariais eles também cobram as providências sobre a continuidade do convênio e denunciam o processo de precarização e sucateamento do órgão. Na manifestação, a assistente social contratada, Franqueline Terto, disse que essa é uma ação para denunciar o descaso que a equipe está vivendo. “Ocupamos o prédio hoje para demonstrar a nossa insatisfação com a política de assistência técnica, que não é priorizada e que hoje é baseada na terceirização. Hoje estamos com três meses de atraso, mas em outros momentos já estivemos com atrasos maiores”, destacou.

Com cartazes, palavras de ordem e apitos, os manifestantes levaram um bolo até a sala da superintendente Lenilda Lima em “descomemoração” aos meses de atraso, onde exigem reunião com a gestão do Incra.

Atualmente o Centro Zumbi presta serviço de ATER em assentamentos de 23 municípios do estado de Alagoas.

Deixe o seu comentário