6 de outubro de 2016 • 7:06 pm

Educação » Policia

Ufal decreta luto por três dias devido ao assassinato de professor

A reitora Maria Valéria manifestou sua solidariedade à família, afirmando que a instituição está à disposição para auxiliar nos trâmites necessários.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A reitora da Universidade Federal de Alagoas, Maria Valéria Correia, participou de uma coletiva realizada pela Polícia Civil, na tarde desta quinta-feira (6), junto com a diretora do Instituto de Química e Biotecnologia, Francine Araújo, sobre o caso do professor Daniel Thiele, desaparecido desde o dia 20 de setembro. Um corpo foi encontrado carbonizado dentro do carro do docente, em Rio Largo, e a Instituição decretou estado de luto por três dias.

Coletiva na Reitoria da Ufal

Coletiva na Reitoria da Ufal

Segundo o delegado Felipe Caldas, da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), não há como afirmar que o corpo era do professor, mas “99,9% dos indícios apontam para homicídio qualificado com ocultação de cadáver”.

A reitora manifestou sua solidariedade à família, afirmando que a instituição está à disposição para auxiliar nos trâmites necessários. “Estamos desde o início do desaparecimento acompanhando o caso juntos à professora Francine. Infelizmente, o desfecho não foi o desejado. Somos uma comunidade, e no momento nos cabe prestar nossa solidariedade”, expressou.

Em sua fala, o irmão da vítima, Marcelo Thiele, que veio do Rio Grande do Sul para auxiliar na procura do professor Daniel, externou agradecimento a todos os envolvidos na investigação do caso. Num tom emocionado, afirmou: “prometi a meu pai que atravessaria o país para encontrar o meu irmão. Entre encontrar sem vida e a incerteza de saber onde ele está, essa situação foi mais aceitável, porque a dor da incerteza é muito forte”.

O Instituto suspendeu as atividades até esta sexta-feira (7), quando será realizado um culto ecumênico, às 14h, no auditório do Centro de Interesse Comunitário (CIC). Ao tempo em que reitera a defesa da vida e da cultura pela paz, a reitora Valéria Correia reforça que a Universidade permanece solidária aos colegas do IQB e aos familiares do professor Thiele.

Daniel Thiele desapareceu aos 35 anos, natural de Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul, enquanto professor da Ufal desde o dia 11 de fevereiro de 2011.

Deixe o seu comentário


Publicidade