27 de novembro de 2015 • 7:03 am

Opinião

Um desbafo pelo descaso dos gestores no encontro da cultura popular

O encontro realizado pelo Minc sob o olhar do artista popular alagoano, Jurandir Bozo. Ele retrata o descaso e o desrespeito dos gestores.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

cultura encontroÉ com muita tristeza e decepção que venho aqui dizer que estou participando do circo de horrores organizado pelo Ministério da Cultura no IX Encontro das Culturas Populares e Tradicionais, onde “in loco” presencio o descaso ou mesmo o despreparo do MINC e da produtora local que organiza o evento.

Problemas que vão do trajeto de saída das cidades sedes de cada delegado até a chegada dos mesmos, e na falta de logística para esse trajeto, e na estrutura mínima para nossa estadia no evento, nos faltou ate mesmo água… Quero também lembrar que não há ajuda de custo nenhuma, porém o MINC havia “prometido financiar” toda essa estrutura necessária aos colegas que se comprometeram voluntariamente a ajudar a cultura do nosso País.

Quero apenas relatar que me refiro principalmente ao alto escalão da entidade, já que enxergo no corpo de técnicos (das regionais) de base uma dedicação quase apaixonado pelo seu trabalho e uma atenção devida a todos nós que aqui estamos nessa barca furada, feito ratos de laboratório de uma experiência fracassada de descentralização dos eventos do Ministério.

Do Atual ministro e seus secretários só tenho a lamentar pela nítida contestação do descaso a qual, os mesmos, têm aos representantes e fazedores de cultura. Isso sem contarmos os diversos Mestres e sacerdotes de religiões de matrizes africanas que se encontram aqui presente sem o devido respeito ou mesmo cuidado.

Vergonhoso caro Ministro Juca Ferreira…

Escutar as infelizes declarações do Secretario Vinicius Wu é a certeza que tecnocratas continuam tendo espaço e estabelecendo a falácia como estratégia para responder as perguntas, vencendo a indignação pelo cansaço, como se a intenção final fosse tão somente a desarticulação dos segmentos.

Só pra ilustrar, o MINC se encontra hospedado em outra cidade e em outro hotel, pois o local onde estão é comumente visitado por turistas e oferece uma melhor estrutura para os hóspedes.

Ainda temos mais alguns dias nessa “via crucis”. Ainda bem que trouxe algum dinheiro, pois caso contrário passaria privações nessa viagem, cujo o objetivo único é colaborar voluntariamente com a cultura Popular que tanto amo e que mais uma vez é deslavadamente desrespeitada e tratada com desdém.

Agora me sinto tremendamente envergonhado com toda essa situação a qual estou presenciando. A princípio, pensei não ser bom expo esta situação absurda, afim de não enfraquecer ou não considerar os grandes avanços a qual a cultura já conquistou, porém, a cada fato novo mais e mais indignação nos toma à vista e coração. Portanto, gostaria que isso ganhasse destaque de alguma forma na mídia.

Espero que alguns amigos leiam e possam repercutir essa triste realidade a qual estamos sendo vitimados.

Por Jurandir Bozo –  Serra Talhada- PE

Deixe o seu comentário