5 de maio de 2016 • 1:03 pm

Marcelo Firmino » Política

Uma nova eleição para a presidência da Câmara e o sonho de Quintella

O deputado federal alagoano tem poucas chances.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em cinco sessões legislativas com Eduardo Cunha (PMDB) fora da presidência da Câmara, os deputados podem e devem fazer uma nova eleição para eleger um novo presidente.

Maurício Quintella: o mais faltoso.

Maurício Quintella: o sonho

Imagine se não fazem e Cunha fica por debaixo dos panos manipulando as decisões, considerando que o seu vice é um fantoche que já lhe disse ser um fiel escudeiro até o fim da vida.

E quem poderia ser nesse momento tão politicamente contaminado pelo oportunismo, sectarismo e mau caratismo da vida política nacional?

Encontrar esse nome é dever dos deputados.

Mas, há muita gente se articulando com Michel Temer para ser o cara que, na prática, tornar-se-á o futuro vice-presidente da República, de acordo com a linha sucessória de nossa pisoteada República Federativa.

Um dos parlamentares que sonha com a presidência é o alagoano Maurício Quintella. O deputado tem tentado se articular com Temer.  As chances, no entanto, são poucas por que o partido dele decidiu votar contra o impeachment e ele vociferou o “fora Dilma”. Para ser legitimado teria que ter, no mínimo, o apoio do partido.

Mas uma nova eleição haverá. Que pelo menos apareça um nome capaz de serenar os ânimos na casa e, naturalmente, respeitar os pares e a democracia brasileira.

É o que se espera.

 

Deixe o seu comentário