17 de julho de 2017 • 7:04 pm

Política

Uma semana após recesso, alunos de Maceió voltam a ficar sem aulas

Em assembleia convocada pelo Sinteal, professores decidem iniciar greve geral na próxima segunda-feira, 24

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

Nem bem voltaram do recesso letivo do meio do ano, estudantes já estão de novo fora da escola
Foto: Marco Antônio/Secom Maceió

Uma semana semana depois de voltarem das férias do meio do ano, os estudantes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental menor, de Maceió, estarão sem aulas a partir da próxima segunda-feira, 24. É que os professores do município decidiram cruzar os braços, reivindicando, no mínimo, o reajuste salarial de 7,64%. O percentual é o aumento do piso nacional, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) em janeiro último.

A greve geral foi decidida na tarde de hoje, em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal), no bairro do Mutange.

Com a paralisação, cerca de 50 mil alunos ficarão sem assistência nas escolas e creches da capital alagoana. Para Girlene Lázaro, diretora de Informação do Sinteal, a culpa por essa situação deve ser atribuída ao prefeito Rui Soares Palmeira que, segundo a sindicalista, “não tem um planejamento para gerir adequadamente a área de educação”.

Os professores são a primeira categoria do funcionalismo municipal que cruza os braços desde que, em junho último, o prefeito anunciou reajuste zero diante das reivindicações de aumento salarial. Rui alega que as condições financeiras de Maceió são muito difíceis, e que a incerteza econômica do País o impedem de reajustar os salários do funcionalismo.

Deixe o seu comentário