4 de outubro de 2016 • 11:12 pm

Esportes

Urucubaca, barca, enfim, o que há com o CRB dentro de casa?

Perder outra vez dentro de casa é o fim. 2 a 1 para o Atlético. A torcida não merece isso

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Algo, mais algo de muito estranho estar a acontecer com o CRB dentro de casa. A torcida vai a campo animada, esperançosa, incentiva o time e no final vem a presepada. O galo perde jogos que ninguém jamais imaginava.

Nesta terça-feira à noite não foi diferente. Perdeu para um time muito bom, oAtlético Goianiense, mas nada justifica. Já está na hora do técnico regatiano ou alguém  diretoria do CRB falar francamente que urucubaca é essa. Ou mesmo se é uma barca. Do jeito que está não pode ficar.

A derrota dentro de casa deixou longe o G-4

A derrota dentro de casa deixou longe o G-4

No jogo desta terça, 04, o CRB continuou comentendo os erros de sempre. Muito individualismo e estrelismo de Gerson Magrão, que no primeiro turno foi indicutivelmente o melhor jogador do galo, e quem entrou para resolver acabou entregando o ouro ao bandido, que foi o caso de Roger Gaúcho, na falta que cometeu.

Sobre Gaúcho é preciso que se diga que ele nunca foi jogador de beirada. É um homem de meio. De  armar jogo. Mas o técnico do CRB sabe o que faz e pode colocá-lo em qualquer lugar do campo. Ele então que dê respostas.

Não adianta dizer o que foi o jogo desta noite por que a torcida estava lá e não saiu satisfeita. Viu muita apatia e pouco desempenho de alguns jogadores. Mas, vamos todos acreditar que há uma urucubaca infeliz que levou o galo a perder mais uma vez dentro de casa, de virada. 2 a 1 para o Atlético.

Se antes havia um sonho de voltar ao G-4, agora ele ficou imensamente distante pelos resultados dos adversários diretos.

É bom que todos lá de dentro entendam que o torcedor regatiano não merece isso. Ninguem é de ferro.

Deixe o seu comentário