15 de outubro de 2016 • 2:18 pm

Economia

Usina Guaxuma, de João Lyra, é arrendada aos grupos Coruripe e GranBio

Usina está avaliada em R$ 800 milhões

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
A administração judicial da Massa Falida do Grupo João Lyra, como é conhecida a Laginha Agroindustrial S/A, decidiu arrendar a Usina Guaxuma para o consórcio GranBio e Usina Coruripe. Este é considerado um passo importante para o início dos pagamentos das indenizações aos trabalhadores do grupo.
Avaliada em mais de R$ 800 milhões, dados da Valor Engenharia, a Usina Guaxuma, localizada em Coruripe (AL), é a maior e melhor das cinco unidades do grupo, com cerca de 17 mil hectares de terras prontas para irrigação e capacidade de produção de 1,8 milhões de toneladas por safra.

Guaxuma, massa falida, sob nova direção

Guaxuma, massa falida, sob nova direção

No primeiro semestre deste ano, o administrador judicial da Massa Falida, João Daniel Marques Fernandes, solicitou autorização para a venda ou arrendamento da unidade. A usina chegou a receber proposta da CPM Brazil Comércio, Importação e Exportação de Commodities, de R$ 850 milhões, e recebeu o aval do então juiz do caso, Kleber Borba Rocha. No entanto, o processo para o ‘aluguel’ avançou mais rápido, com o apoio do Comitê de Credores.
Esta é a segunda unidade do Grupo João Lyra arrendada. A primeira foi a Usina Uruba, em Atalaia, para a Cooperativa dos Produtores Rurais do Vale de Satuba (Copervales). A reativação contou com a presença do governador de Alagoa, Renan Filho, e diversos parlamentares e empresários.
No Sudeste, quem atua fortemente para agilizar o processo é o gestor judicial de Henrique Cunha, destacado profissional com longa passagem no Grupo João Lyra. As duas usinas mineiras já tiveram leilão marcado e, em seguida, adiado para o dia 16 de novembro, pelo quarto juiz do caso, Nelson Fernando de Medeiros Martins.

Deixe o seu comentário