20 de julho de 2017 • 9:36 pm

Blogs » Fátima Almeida » Política

Fora da rota: O uso indevido de viaturas da SMTT

Contribuinte diz que tem veículo sendo usado até para levar criança à escola. SMTT promete apurar.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Fotos publicadas num grupo de jornalistas mostram uma viatura da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) estacionada, supostamente, num condomínio localizado no bairro de Antares, na parte alta de Maceió, no horário de almoço, segundo o registro.

Com as fotos, a informação de que, não apenas a viatura retratada, mas também outra, igualmente mantida e abastecida com dinheiro público, são vistas assiduamente no condomínio, geralmente no horário do almoço, entre as 12h e as 13h30, e sempre costumam sair com a lotação e a rota completa: criança para levar na escola; mulher para deixar no supermercado; amigos para deixar no ponto de ônibus.

É correto, isso?

A assessoria da SMTT responde que não. Mais que isso, responde que a denúncia feita por uma rede social será apurada administrativamente.

Segundo a assessoria, as viaturas de fiscalização podem ser usadas por agentes de trânsito, fiscais de transporte ou qualquer outro servidor – nesse caso por motivo de força maior – desde que estejam em serviço e a serviço da instituição.  Só!

Certo que as equipes em serviço precisam parar em algum lugar para almoçar. E isso talvez justifique o fato de algumas vezes serem vistos com o veículo parado em algum restaurante. No sábado passado uma cena dessas deu a maior confusão, numa rua próxima a um restaurante, na Jatiúca. Um casal filmou a viatura parada e houve bate-boca com os agentes.

Talvez – repito – uma situação desta se justifique, já que ali estavam apenas os componentes de uma equipe de trabalho, que também precisa comer.

Mas não é o mesmo caso quando se leva a viatura pra casa e depois sai com a família para levar filho à escola e mulher ao supermercado, ao médico ou ao cabeleireiro.

Essa situação precisa ser apurada.

Ficamos com a promessa da SMTT, de que assim será feito.

No aguardo!

Deixe o seu comentário