31 de julho de 2016 • 9:04 am

Interior » Segurança

Vice-prefeito de Canapi é acusado de mandar matar a esposa

O vice-prefeito Genaldo Soares está prestes a assumir a Prefeitura

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Está nas mãos do juiz Adriano de Lemos Moura, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Paulo Afonso, na Bahia, para despacho e decisão, o processo de julgamento do vice-prefeito de Canapi, Genaldo Soares Vieira. Ele é acusado de ser o mandante do assassinato contra sua ex-companheira, Josielma Alves, de 39 anos, também natural de Canapi, no Sertão alagoano.

Canapí: cenário de escândalos

Canapí: cenário de escândalos

Também serão julgados os autores materiais do crime, Mauro Camilo da Silva e Fabiano Silva Santos. As investigações do caso foram feitas pela Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM).

No dia 9 de abril de 2015, Josielma Alves foi atingida por disparos de arma de fogo no pescoço. Internada em um hospital, em Pernambuco, ainda conseguiu resistir aos ferimentos por dez dias. Os pistoleiros foram presos e em depoimento afirmaram que receberiam o pagamento, logo após a confirmação do crime, do vice-prefeito de Canapi, Genaldo Soares Vieira.

A delegacia da Mulher divulgou, na época, que o motivo do assassinato foi a separação do casal e a disputa pela divisão dos bens. Temendo violência do companheiro, que não aceitava a separação, tampouco a divisão dos bens do casal, Josielma Alves optou por ir morar e trabalhar em Paulo Afonso.

Durante as investigações, Genaldo Soares Vieira teve o pedido de prisão preventiva decretada, mas conseguiu escapar da polícia. Nesse mesmo período, A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), de Paulo Afonso, cumpriu, em Canapi, um mandado de busca e apreensão na casa do vice-prefeito e encontrou uma espingarda calibre 12 e munições de diferentes calibres.

Genaldo Soares Vieira está preste a assumir o cargo de prefeito de Canapi após decisão juiz João Dirceu Soares, da Comarca de Mata Grande, em Alagoas, nesta sexta-feira (29), de afastar o prefeito Celso Luiz, por suspeita de desvio de recursos.

Entretanto, por conta do envolvimento direto do vice-prefeito, que é réu e vai a julgamento pelo assassinato de sua ex-companheira, um grupo de vereadores do  município já se movimenta para cassar o seu mandato.

Deixe o seu comentário