10 de julho de 2017 • 11:00 am

Governo » Justiça

Vida nova nas grotas muda cenário com espaços urbanizados pelo Estado

Urbanização de espaços nas grotas da cidade muda realidade social

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Por  Micaelle Morais

Ser uma sala de estar ao ar livre, onde é possível relaxar e abstrair das tarefas cotidianas. Esta é uma das funções dos espaços urbanos que incentivam o convívio social. Nas grotas de Maceió atendidas pelo programa Vida Nova nas Grotas, além dos serviços de mobilidade, as áreas de interação comunitária estão sendo requalificadas, proporcionando mais qualidade de vida aos moradores.

Por serem regiões adensadas, a maioria das áreas livres nas grotas funcionam como local de traslado de pedestres ou veículos. Pensando na carência de espaços de convívio, onde a população possa fortalecer a sensação de pertencimento ao local onde vive, o governo do Estado tem planejado ações complementares para incentivar o bem estar nessas comunidades.

Grotas do Pau D’Árco e Divaldo Franco são beneficiadas.

Há um ano em atuação, o programa gerenciado pela Secretaria de Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand) tem como foco a construção e recuperação de equipamentos de mobilidade urbana, como escadarias e pontilhões. No entanto, como explica a superintendente especial de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Andreia Estevam, a equipe técnica da pasta identifica áreas já existentes nas comunidades que podem receber pequenas intervenções e as transformam em espaços de convívio social requalificados.

É o caso da pequena praça que existe entre as grotas do Aterro e Pica-pau, no bairro do Novo Mundo.  O espaço, situado abaixo de uma grande árvore, já era utilizado pelos moradores como área de convivência, mas não era urbanizado até a chegada do Vida Nova nas Grotas.

“Aqui sempre foi um ponto de encontro da gente, mas era tudo no barro. Agora tem banco, é calçado, sentamos para conversar, jogar dominó e nos divertir”, conta Wellington Fernandes, morador da grota do Aterro há 25 anos.

Vida nova nas grotas

As crianças também aproveitam os benefícios da requalificação destes espaços, onde podem brincar e desenvolver-se com mais saúde física e psiquicamente. Na grota do Canaã, a praça, antes utilizada pelos moradores no improviso, foi transformada durante a atuação do Vida Nova nas Grotas na comunidade, ganhando novas cores, arte especial no muro principal, pavimentação e brinquedos para os pequenos.

Nas grotas do Pau D’arco/Divaldo Franco, a atividade física tem sido estimulada com a reforma de uma quadra de esportes que existia no local. Antes da chegada do programa, o espaço era coberto de pedra de brita, o que acabava machucando as crianças e jovens que praticavam esporte, além de não possuir redes de trave ou proteção.

Apesar dos serviços atuais contemplarem intervenções em espaços já existentes, Andreia Estevam explica que o objetivo em longo prazo da Setrand também é construir novas áreas de convivência nas grotas.

“Os moradores das grotas são muito carentes de espaço de convivência interno, mas esses espaços são tão importantes que estamos abrindo uma nova licitação só para fazer quadras de esporte, equipamentos de ginástica, praças, ou seja, pequenos espaços de convivência”, afirma a superintendente especial de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Andreia Estevam.

Deixe o seu comentário