13 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Maceió

Ambulantes fizeram bloqueios e protestos no ordenamento do Centro de Maceió

Objetos em chamas foram usados para fechar cruzamentos

O Centro de Maceió foi alvo de protestos de ambulantes, que bloquearam ruas na tarde desta terça-feira (29). Eles fecharam o cruzamento da Rua do Sol com a Avenida Moreira e Silva na Praça dos Martírios, assim como o ponto na avenida, próximo ao Palácio do Governo. Tudo com objetos em chamas.

O motivo da revolta foi o ordenamento dos ambulantes para “promover acessibilidade e mobilidade urbana no Centro”, por parte da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs). A Polícia Militar foi acionada e a confusão terminou por volta das 17h.

Com as obras de revitalização do Centro de Maceió, serão instaladas novas grelhas, arborização, e outras melhorias, além do ordenamento dos ambulantes. O coronel Dorgival Ferreira da Silva, secretário-adjunto explicou que, nesta fase, o reordenamento é para retirar os ambulantes da Rua da Alegria, Rua Boa Vista e da Rua do Comércio, onde ficam cerca de 160 vendedores ambulantes.

O impasse é antigo: ambulantes ocupam as ruas, a prefeitura os retira, o calçadão é desocupado por um tempo, mas eles depois voltam novamente. Agora, a Semsc quer que o novo local será definido em comum acordo com os ambulantes, que normalmente reclamam dos anteriores.

Para evitar um retorno às ruas, uma mesa de negociação com os ambulantes foi marcada para esta quarta-feira (30), para apresentar uma nova proposta para os comerciantes.

Violência dos fiscais

Os manifestantes também protestaram contra a ação dos fiscais da prefeitura no reordenamento. Os ambulantes acusam os fiscais de agressão e truculência. O secretário, no entanto, afirma que recebeu queixa formal sobre a conduta dos fiscais e agentes

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.