31 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade
Esportes

Após fiança de R$ 8,4 milhões, Ronaldinho Gaúcho paga deixa a cadeia no Paraguai

Ex-jogador foi preso no Paraguai, junto com o irmão Assis, por usar passaporte falsificado desde o dia 6 de março

Um juiz do Paraguai concedeu prisão domiciliar ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e ao irmão, Assis Moreira. Os dois respondem processo por por entrarem no país com documentos paraguaios falsificados.

Eles pagaram uma fiança de US$ 1,6 milhão de dólares (cerca de R$ 8,4 milhões) e ficarão hospedados em um hotel no centro de Assunção. Os irmãos estão proibidos de deixar o país. De acordo com o juiz Gustavo Amarilla, os responsáveis pelo hotel autorizaram que a prisão dos dois brasileiros fosse cumprida no local.

O jornal paraguaio “ABC Color” informou ainda que Ronaldinho e Assis vão ficar em quartos diferentes. Ronaldinho e Assis estavam desde o dia 6 de março presos na Agrupación Especializada, quartel da Polícia Nacional do Paraguai transformado em cadeia de segurança máxima.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.