28 de fevereiro de 2020Informação, independência e credibilidade

Marcelo Firmino

Marcelo Firmino é jornalista e publicitário com passagens em vários veículos de comunicação de Alagoas e do País. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas no Estado e Secretário de Comunicação da Prefeitura de Maceió. Nesse espaço reportará e analisará os fatos que influenciam na vida sociedade.

Equatorial: a privatização batendo à porta sem dó, nem pena, nem mimimi

Equatorial: a privatização batendo à porta sem dó, nem pena, nem mimimi

Blog, Marcelo Firmino
É impressionante o número de postagens nas redes sociais de plebeus e fariseus contra as ações da Equatorial - atual concessionária de energia em Alagoas e outros Estados do País - que atentam diretamente contra os bolsos de cidadãos e cidadãs. Antes dela, quem operava no Estado era a Ceal, empresa vinculada a Eletrobrás, que foi comprada em leilão do mercado financeiro. O empresário Jorge Paulo Lemann, dono da Ambev, é o proprietário da Equatorial, que arrematou a antiga empresa alagoana sem oferecer nenhum deságio - ou seja, a empresa não admitiu nenhum tipo de desconto na tarifa de energia dos consumidores. Pronto. Temos uma empresa privatizada e consumidores revoltados com o leite derramado. Não faz muito tempo que havia uma histeria coletiva entre alagoanos de todas as ca
No País da mentira a calhordice se espalha diante da ignorância do freguês

No País da mentira a calhordice se espalha diante da ignorância do freguês

Blog, Marcelo Firmino
O obscurantismo vai se alastrando pelo País de tal maneira que a sociedade vive a cultuar a mentira como se fosse a verdade absoluta. Paralelamente, a escuridão crescente vai inflando também a cultura do ódio, a bizarrice desmedida, a ignorância estampada na cara do freguês. É o cenário de uma Nação onde o foco do ângulo de visão fica exatamente no umbigo. Principalmente dos que querem sempre o filé para os seus filhos. Embora esse clube restrito no País do "estado mínimo" seja cada vez menor. Uma das mentiras que se propagandeou aos quatro cantos foi a de que as empresas aéreas que operam a malha viária brasileira iriam reduzir os preços das passagens, desde que tivessem o direito de cobrar por qualquer bagagem transportada. E aí gritaram os arautos do "mercado": -Agora vai. - E
DEM além de perder espaço na Casa Civil fica sem os R$ 55 bi do FNDE

DEM além de perder espaço na Casa Civil fica sem os R$ 55 bi do FNDE

Blog, Marcelo Firmino
Logo após o golpe militar de 1964, os generais brasileiros no comando do País criaram uma estrutura política de poder por meio da Aliança Renovadora Nacional (Arena), um partido considerado de direita que governou o País sob a batuta do regime. A Arena foi extinta durante o governo João Figueiredo (1979-1985), já na abertura política, mas os políticos que ela abrigava criaram o PDS - Partido Democrático Social, com a mesma filosofia.  Só que em 1985 passou a se chamar Partido da Frente Liberal (PFL), hoje, Democratas (DEM). A roupagem nova, mas os princípios os mesmos. De lá até agora, o DEM sempre operou dentro das entranhas do governo. De todos eles. No entanto, está perdendo gramas e gramas do seu peso político. O partido, embora dentro do governo Jair Bolsonaro, começa a t
Dívidas de aposentados e pensionistas com crédito consignado é R$ 138,7 bi

Dívidas de aposentados e pensionistas com crédito consignado é R$ 138,7 bi

Blog, Marcelo Firmino
Os agentes do "mercado" financeiro, de bolsos cheios, estão a dizer que cresce economia do País. Não custa repetir que cresce para eles, que usam o dinheiro alheio para fazer mais dinheiro e assim viver no bem bom. Fazem dinheiro principalmente com empréstimos consignados. Aliás, tanto que o Banco Central(BC) revelou esta semana que os débitos dos aposentados e pensionistas do INSS com o crédito consignado chegaram em dezembro de 2019 a R$ 138, 7 bilhões. Simplesmente estarrecedor. De acordo com o BC é o maior volume de débitos da história do País nesse segmento. O crescimento dos débitos no ano passado foi de R$ 13,5 bilhões, o que representa mais de R$ 1,1 bilhão por mês. E quem saiu no lucro? Exatamente os investidores e especuladores do dito "mercado", avalizados pelo mi
Diante do silêncio de Rui, Lessa corre para os braços de Heloísa

Diante do silêncio de Rui, Lessa corre para os braços de Heloísa

Blog, Marcelo Firmino
O silêncio do prefeito Rui Palmeira sobre o candidato da situação à Prefeitura de Maceió, nas eleições deste ano, levaram o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) a buscar alternativas de viabilidade de sua candidatura a prefeito. Lessa aguarda um sinal de Rui. A expectativa é que o prefeito abrace a candidatura do pedetista e parta para as urnas com chances de vitória. Mas, o prefeito de Maceió continua sem dar o ar da graça neste caso. Lessa, então, partiu para uma composição mais à esquerda. Ele tem mantido encontros rotineiros com a ex-senadora Heloísa Helena (Rede), que passa a ser a segunda opção para a formação de uma chapa majoritária.. Ex-deputado federal e ex-prefeito da capital por dois mandatos, Ronaldo Lessa sonha em retornar a Prefeitura, mas tem plena consciência
Procurador se aposenta no MPE e sai com R$ 1,6 milhão no bolso

Procurador se aposenta no MPE e sai com R$ 1,6 milhão no bolso

Blog, Marcelo Firmino, Notícias
O "mercado" diz que o Brasil vai bem e a economia também. De certo que vai, mas para os privilegiados. E eles estão nas castas superiores dos tribunais e palácios atapetados. O "mercado" não vai à feira com o salário mínimo, nem paga plano de saúde com os soldos de um pensionista do INSS. E assim pode dizer que tudo está às mil maravilhas por que ganha exatamente em cima da miséria alheia. Que o diga o Procurador geral da Justiça José Omar de Almeida Júnior que recebeu do Ministério Público Estadual R$ 1.060.919,64 só de férias indenizadas. E não ficou só nisso: Ele pediu aposentadoria no MPE do Tocantins e recebeu de uma só tacada o rendimento bruto de R$ 1.613.037,87. Saiu de lá pronto para ser mais um defensor do "mercado" que diz estar tudo bem com a economia. Questiona
Assessor que usou avião da FAB não foi demitido, só mudou de cargo

Assessor que usou avião da FAB não foi demitido, só mudou de cargo

Blog, Marcelo Firmino
O caso do assessor do ministro da Casa Civil, Ônyx Lorenzoni, que seria demitido por ter usado um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para ir a Davos, na Suíça, e à Nova Delhi, na India, foi mais uma lorota do presidente Jair Bolsonaro. Depois de se escandalizar e fazer um auê na mídia contra o secretário executivo, Vicente Santinni, o presidente em seguida empurrou o próprio escândalo para debaixo do tapete. Santinni não foi demitido, apenas mudou de cargo. Ele agora será assessor especial da Secretaria Especial de Relacionamento Externo da Casa Civil. Por pouco não foi premiado. Com a  nova função, Santini será remunerado em R$ 16.944,90. No antigo cargo, o salário era de R$ 17.327,65 mensais. Sem dúvidas, uma embromação dos novos tempos palacianos
Nas férias do governador, o palácio como mimo para Marcelo Vitor

Nas férias do governador, o palácio como mimo para Marcelo Vitor

Blog, Marcelo Firmino
O governador Renan Filho (MDB) foi às suas merecidas férias de inicio de ano, mas deixando claro a mensagem de que até para descansar com a família é preciso fazer política, principalmente quando se tem pela frente um ano eleitoral. E partiu consciente de que a política é mais frágil que um fio de cabelo e ao mesmo tempo é mais afiada do que uma faca. Tudo depende das estratégias. Assim, partiu mas deixou um mimo bem considerável para um aliado importante e que pode ter atuação fundamental neste ano de eleições. Deixou para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Vitor, nada mais, nada menos, do que o Palácio Zumbi dos Palmares com todos os poderes que um mandatário no cargo pode ter. O governador foi ao descanso e assumiu o vice. Mas, o vice Luciano Barbos
CRB com um cabo desligado: dois jogos e duas derrotas geram alerta

CRB com um cabo desligado: dois jogos e duas derrotas geram alerta

Blog, Esportes, Marcelo Firmino
Alguma ligação foi feita errada no CRB. Ou, quem sabe, algum cabo está desligado. E isso gera um alerta. O Galo perdeu na estreia da Copa do Nordeste para o Imperatriz do Maranhão por 2 a 1. Agora estreia no campeonato alagoano contra o Murici e perde por 1 a 0, em pleno estádio Rei Pelé. Obviamente que muita gente vai dizer que o CRB perdeu quando poderia perder. É verdade. Mas, o tamanho do investimento feito não permite o regatiano usar tal argumento abusivo. Ora, dentro de casa a obrigação do CRB é vencer. E o torcedor parte do princípio que o adversário não fez o mesmo investimento que a direção do Regatas. O Murici entrou em campo sem estrelas. O time era modesto. E o Galo perdeu. Dirão os analistas de ocasião: é inicio de temporada, os jogadores não se conhecem, falt
Presidente do CSA é patrocinador do Jaciobá no campeonato alagoano

Presidente do CSA é patrocinador do Jaciobá no campeonato alagoano

Blog, Esportes, Marcelo Firmino
Poderia ser a lei do "mercado", mas não é. Trata-se de uma competição esportiva oficial - o Campeonato Alagoano de Futebol - onde todos os que participam querem ganhar. Portanto, é mais que estranho o fato do Presidente do CSA, Rafael Tenório (por meio do seu grupo empresarial) aparecer como patrocinador do time do Jaciobá, de Pão de Acúcar. É como se para CSA e Jaciobá o conflito de interesses não existisse. A mídia criada pelo Jaciobá e divulgada pela assessoria de comunicação mostra exatamente o grupo Rafael Tenório como patrocinador do time que será adversário do CSA na competição. O Jaciobá enfrentou ontem, sábado, 25,  a Associação Sportiva Arapiraquense, o ASA. O jogo foi empate sem gols. Enfim, pode não ser absolutamente nada do que a mente humana possa imaginar na sea