3 de junho de 2020Informação, independência e credibilidade
Política

Bolsonaro diz que nem com ordem judicial vai entregar seu celular ao STF

Enquanto isso, com peso, os apoiadores de Bolsonaro fazem crescer em disparada a hashtag #HelenoJaTaNaHora

Após o ministro do STF, Celso de Melo, pedir a apreensão dos celulares do presidente Jair Bolsonaro e seu filho Carlos Bolsonaro, e o general Augusto Heleno divulgar uma nota alertando para “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional” sobre a decisão, o presidente já deu sua opinião sobre o caso.

Bolsonaro afirmou que não entregará seu aparelho nem com ordem judicial. “Quem irá cumprir a ordem?”, desafiou o presidente.

E o clima político vem se tornando cada vez mais belicoso. Enquanto isso, com peso, os apoiadores de Bolsonaro fazem crescer em disparada a hashtag #HelenoJaTaNaHora. Seu entorno jura não contar com auxílio de robôs no Twitter.

E isso tudo há poucas horas da divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, que é usada como prova no inquérito após os ex-ministro Sergio Moro acusar o presidente de interferências na Polícia Federal.

Confira na íntegra a nota de Heleno:

Leia na íntegra:

Nota à nação brasileira

O pedido de apreensão do celular do Presidente da República é inconcebível e, até certo ponto, inacreditável.

Caso se efetivasse, seria uma afronta à autoridade máxima do Poder Executivo e uma interferência inadmissível de outro Poder, na privacidade do Presidente da República e na segurança institucional do país.

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República alerta as autoridades constituídas que tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional.

Augusto Heleno Ribeiro Pereira

Ministro de Estado chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República

OAB respondeu

Em resposta à nota o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, pediu que o militar ajudasse mais no período da pandemia do novo coronavírus.  pediu que o ministro “saísse de 64”,

 

10 Comments

  • Avatar Anonimo

    O Carniceiro do Haiti tem que ser chamado ao Legislativo para prestar esclarecimentos e desculpas por essa declaração absurda e antidemocrática. Oportunamente um processo no STF deveria ser aberto para apurar crime de responsabilidade.

  • Avatar Izabel

    Ninguém pedia nada do Lula ladrao só deixava ele roubar…mas com o Mito td acontecesse bando de fdpts 💩💩💩💩💩

  • Avatar Désirée de Azambuja

    Estamos vivendo uma ditadura, a pior que existe, aquela que se traveste de democracia. Estou com Sr Heleno, e se os poderes não respeitarem seus limites, principalmente o legislativo e o judiciário, poderemos ter uma guerra civil. O presidente foi eleito, e a vontade do povo deve ser respeitada.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.