24 de fevereiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Casal promete retomar obra de duplicação da ETA de Paulo Jacinto em sete dias

Saturamento da estação de tratamento de água tem imposto um racionamento comparado às piores secas, à população da cidade. Obra estava paralisada há seis meses

Abastecimento Paulo Jacinto
ETA de Paulo Jacinto: saturada / Foto: Fátima Almeida

Demorou um pouquinho, mas recebemos, hoje pela manhã, uma resposta concreta da Casal, sobre a retomada da obra de duplicação da Estação de Tratamento de Água (ETA) do município de Paulo Jacinto, fundamental para resolver o problema de abastecimento da cidade. Será num prazo de sete dias, contados a partir desta terça-feira (7)”.

Foi o que nos garantiu a diretoria do órgão, por meio da assessoria de comunicação, em resposta à indagação que temo feito à Companhia. E desta vez cobramos também o prazo de conclusão: “Será de doze meses”, contados a partir da retomada do serviço, respondeu a Casal.

Construída na década de 70, sem nunca ter passado por uma obra de reforma ou ampliação em todo esse período, a atual Estação de Tratamento saturou há muito tempo a sua capacidade de atender à necessidade de abastecimento da cidade, imponto à população um dos piores racionamentos já vividos pelo município, com um cronograma de rodízio que apenas leva água às torneiras – e de má qualidade – dois dias na semana em cada comunidade, com intervalo prolongado de cinco dias corridos sem água. Um tormento!

Como já noticiamos no blog, a obra de duplicação foi iniciada no ano passado, fruto de um convênio assinado em 2017, entre a Companhia de Abastecimento e o Governo do Estado. Mas está paralisada há seis meses – desde outubro do ano passado. Na semana passada a Casal instalou um equipamento flutuante para melhorar a qualidade na captação – um paliativo, como dissemos – mas que já deu alguma diferença, segundo nos informaram moradores da cidade. Porém, reconhece a própria Casal, só a duplicação da ETA trará a solução definitiva para o problema do abastecimento em Paulo Jacinto – tanto em relação ao volume de distribuição, quanto à melhoria da qualidade da água.

De acordo com a Companhia, a obra – a ser executada pela PSS Engenharia LTDA – foi paralisada por causa da “necessidade de ajustes nos projetos executivos”, mas agora – e esperamos nós – vai andar pra valer. O Contrato prevê investimentos de R$ 1.301.973,77 – da Casal.

Agradecemos a atenção da diretoria da empresa, na pessoa do seu presidente, engenheiro Clécio Falcão, em nos dar as respostas que a população há tanto esperava; agradecemos à assessoria de comunicação pelo empenho em obter essas respostas e conclamamos a população a acompanhar esse processo.

Será que já dá para comemorar? Melhor esperar. Portanto, no começo da próxima semana, estejamos atentos ao cumprimento dessa promessa de reinício da obra. E se não começar, vamos continuar cobrando.

Éassim que se faz!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.