12 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Blog

Consciência humana? Você está fazendo isso errado

Se a gente tem o costume de comemorar as datas na véspera, o Dia da Consciência Negra precisa ser celebrado nos 364 dias que o antecedem.

Os explícitos ataques racistas que partiram do Congresso Nacional são de lascar. Mostra como o neofascismo avança e tenta se impor de forma violenta e desrespeitosa.

O deputado Coronel Tadeu não gostou de uma obra na exposição contra o racismo que acontece na Câmara dos Deputados, avançou sobre ela e rasgou. Ela mostrava um rapaz negro deitado ao chão após ser morto por um policial.

Era apenas um retrato fiel da realidade que gente dessa laia adora esconder: pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que 75,4% dos mortos em intervenções policiais (entre 2017 e 2018) eram negros.

A cara nem arde. O miserável não se intimidou com a reprimenda que tomou do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia, e disse que cometeria o ato racista de novo.

O show de horrores não parou por aí. Lembra aquela coisa que rasgou a placa em homenagem a Marielle Franco dura te um comício?

O monstro se elegeu deputado federal e passou pano para o colega. Após afirmar que morrem mais negros pelas mãos de policiais porque tem mais bandidos negros, a coisa disparou: “Não venha atribuir à Polícia Militar do Rio de Janeiro as mortes porque um negrozinho bandidinho tem que ser perdoado”.

Não vou perder tempo refutando tamanhas manifestações de imbecilidade. O Brasil caminha para trás, é fato!

Monarquistas, militaristas e até integralistas voltaram a ficar no cio. Está na hora de jogarmos um balde de água fria nestas cadelas.

Racismo não se minimiza e nem se relativiza. Uma frase que li por aí, resume o que devemos levar em consideração: “Toda consciência negra será necessária enquato a consciência humana for preconceituosa e racista”.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.