13 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Blog

Cuidar da vida alheia: o mandamento mais forte da fé dos inúteis

Gente, não é que existe uma Associação Nacional de Juristas Evangélicos, uma tal de Anajure?

Preocupante. Até na Justiça essa gente está se organizando para cumprir o principal mandamento de Cristo, segundo eles: promover a discriminação e a segregação de pessoas conforme sua orientação sexual.

Esqueça amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a ti mesmo. O que vale é julgar e se incomodar ao ser julgado com a mesma medida. Hipocrisia mandou lembranças.

O Jesus desses “cristãos” também disse: “Se baterem na tua face, puxe a arma da cintura e atire bem no meio da face de quem lhe bateu”.

Voltado ao assunto, a última dessa galera foi uma petição ao Supremo Tribunal Federal  (STF) em defesa da política externa do atual governo, contra o que as velhas histéricas do Whatsapp chamam de “ideologia de gênero”.

O (des)governo Bolsonaro teria instruído diplomatas brasileiros a vetar os termos “gênero” em negociações internacionais.

De acordo com um portal de notícias, “a iniciativa da Anajure ocorre enquanto o Supremo Tribunal Federal avalia um pedido da Associação Brasileira LGBT para ter acesso aos documentos do Itamaraty, nos quais orientam diplomatas brasileiros a reiterar “o entendimento do governo brasileiro de que a palavra gênero significa o sexo biológico: feminino ou masculino”.

Ai, meus sais! Livrai-nos dessa gente conservadora preconceituosa e inútil. Em nome daquele cara que andava no meio das minorias e, sendo considerado o próprio filho de Deus, não se metia na vida de ninguém.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.