9 de abril de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Delegacia Interativa de AL ganha seção exclusiva para denúncias da Lei Maria da Penha

Novas funcionalidades garantem mais comodidade e segurança às mulheres vítimas de violência e viabilizam boletins para localizar pessoas desaparecidas

As mulheres alagoanas ganharam um novo porta-voz contra violências do tipo ameaça, injúria, calúnia e difamaçãoFoto: Ascom Itec

O Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) desenvolveu novos módulos para o sistema Delegacia Interativa da Polícia Civil (PCAL), dentre eles um específico para denúncias relativas à Lei Maria da Penha, trazendo mais comodidade e segurança às mulheres vítimas de violência.

Além do módulo Lei Maria da Penha, também são novidades as modalidades de encontro e desaparecimento de pessoas. De acordo com Sálvio Marinho, coordenador de estatística e análise criminal da polícia civil, os índices de utilização do Sistema pelos alagoanos só aumentam a cada nova funcionalidade.

“Temos uma estimativa de que até o final desse segundo semestre, a média parcial/dia de acesso à Delegacia é de 104 acessos e a média parcial/mês é de 3.104 acessos. Com certeza esse número vai aumentar exponencialmente com essas novas funcionalidades”. Sálvio Marinho, coordenador de estatística e análise criminal da polícia civil.

O Delegacia Interativa existe desde 2006 e pode ser acessado clicando aqui.

Delegacia Interativa

O registro feito via Sistema é reconhecido da mesma forma que o presencial, pois há uma equipe de agentes de polícia, escrivães e delegados que estão à frente da Delegacia Interativa e fazem análise, percebem o que é relevante ou não, se tem alguma inconsistência no cadastro da pessoa ou do relato que ela coloca.

Caso haja, essa pessoa é chamada de forma presencial para fazer o registro. Outro trabalho feito, por exemplo, é quando a natureza do crime relatado pela pessoa não condiz com a que ela sofreu, então a equipe precisa fazer a adequação da natureza criminal.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.