4 de junho de 2020Informação, independência e credibilidade
Justiça

Dono da Havan é condenado pelo TSE por vídeo pró-Bolsonaro na eleição: R$ 2 mil

Fortuna de Hang é estimada em US$ 2,2 bilhões, cerca de R$ 9 bilhões, o que faz dele o 21º homem mais rico do Brasil

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Sergio Banhos confirmou a condenação do empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, por ter divulgado durante as eleições um vídeo de apoio ao então candidato Jair Bolsonaro (PSL) gravado no interior de uma de suas lojas.

A punição? O pagamento de uma multa de R$ 2.000. Ele não recorreu da condenação. De acordo com a Forbes, a fortuna de Hang é estimada em US$ 2,2 bilhões, cerca de R$ 9 bilhões no câmbio de hoje, o que faz dele o 21º homem mais rico do Brasil.

A legislação proíbe a divulgação de propaganda política em espaços aberto ao público, como lojas, centros comerciais, templos e estádios. Por isso, as declarações de Hang feitas no interior de uma das lojas da Havan estariam irregulares.

No processo, o empresário disse que não houve o conhecimento prévio da campanha de Bolsonaro sobre a divulgação do vídeo. O TSE não aplicou nenhuma penalidade à campanha do PSL.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.