9 de abril de 2020Informação, independência e credibilidade
Expresso

Durou um ano, mas Bolsonaro descobriu que o que fala vira manchete

“Tenho que tomar cuidado com as palavras. Eu, como chefe de Estado, o que porventura falar, pode até ser manchete no dia seguinte”

Em entrevista o apresentador José Luiz Datena, nesta sexta (3)no programa “Brasil Urgente”, da TV Bandeirantes, o presidente Jair Bolsonaro teve um insight, sobre a importância de suas declarações. Falando sobre a situação entre EUA e Irã, e declarando apoio a qualquer país do mundo no combate ao terrorismo, ele percebeu que como presidente, o que fala pode virar manchete:

“Tenho que tomar cuidado com as palavras. Eu, como chefe de Estado, o que porventura falar, pode até ser manchete no dia seguinte”, disse Bolsonaro, que em 2019 atacou a imprensa diretamente 116 vezes. Muitas delas contestando o foco “desnecessário” de suas declarações. É pouco mais de um ano de mandato, mas ele finalmente parece ter entendido a relevância de suas declarações.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.