5 de julho de 2020Informação, independência e credibilidade
Política

E ameaçou anunciantes: Bolsonaro cancela assinaturas da Folha no governo federal

Presidente disse que não dá para confiar na Folha e declarou que anunciantes ‘devem prestar atenção’

 

Presidente já havia ameaçado a Globo, após matéria sobre o caso Marielle Franco

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quinta-feira (31) que determinou o cancelamento de todas as assinaturas da Folha no governo federal. Em tom de ameaça, o presidente também disse que os anunciantes do jornal “devem prestar atenção”.

“Determinei que todo o governo federal rescinda e cancele a assinatura da Folha de S.Paulo. A ordem que eu dei [é que] nenhum órgão do meu governo vai receber o jornal Folha de S.Paulo aqui em Brasília. Está determinado. É o que eu posso fazer, mas nada além disso”. Jair Bolsonaro, em entrevista na TV Bandeirantes.

Questionado pelo apresentador José Luiz Datena se seria uma forma de censura, o presidente respondeu: “Não é uma forma de censura, nada”. Mais tarde, em live nas redes sociais, Bolsonaro voltou ao tema e ameaçou anunciantes do jornal

“Não vamos mais gastar dinheiro com esse tipo de jornal. E quem anuncia na Folha de S.Paulo presta atenção, está certo?”. Jair Bolsonaro, em live no Facebook.

Aos interessados em assinar a Folha digital, o mesmo custa menos de 2 reais por mês. Basta clicar aqui.

Folha critica decisão

Em nota, a Folha afirmou que “lamenta mais uma atitude abertamente discriminatória do presidente da República contra o jornal e vai continuar fazendo, em relação a seu governo, o jornalismo crítico e apartidário que a caracteriza e que praticou em relação a todos os outros governos”.

“Se confirmada, a decisão de Bolsonaro configura uma violação dos princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade na administração pública”. Luiz Francisco Carvalho Filho, advogado da Folha.

Críticas à imprensa

Curiosamente, após ver seu nome levado ao caso Marielle Franco e disparar ofensas à Rede Globo, responsável pela matéria, o presidente ameaçou não renovar a concessão da emissora. Entretanto, se esquivando de mais uma ação chavista (Hugo Chávez fazia isso na Venezuela), o presidente diz que não ameaça a imprensa.

“Nunca, em nenhum momento, partiu de mim nenhuma ameaça a qualquer órgão de imprensa no Brasil”. Jair Bolsonaro, presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.