4 de abril de 2020Informação, independência e credibilidade
Notícias

Festas de fim de ano aumentam angústia, melancolia e depressão

A frustração é presença marcante na ‘dezembrite’, segundo pesquisa

Dezembro, fim de ano, festas, alto astral para muita gente, sentimento de felicidade a contagiar todos. Isso foi em outros tempos. Agora a situação é pra lá de preocupante. Sempre vai haver gente feliz, mas é crescente o número de pessoas angustiadas, depressivas, com relacionamentos conturbados, infelizes, nessa época.

O fenômeno foi batizado de Síndrome do Fim do Ano ou “dezembrite”, que traz consigo o sentimento da melancolia e da frustração.

Uma pesquisa da International Stress Management Association revela que o estresse individual aumenta em torno de 75% e atinge 80% da população no mês de dezembro, conforme a reportagem da jornalista Larissa Galli, no JBr.

Ouvida, a psicóloga Marianna afirma que a síndrome é caracterizada por um estado de ansiedade, depressão e frustração por não ter realizado todos os planos pretendidos para o ano, além de um descontrole em relação a alimentação e bebidas alcoólicas. Isso acontece porque, segundo a especialista, o período de festas é um momento que simboliza o fechamento de ciclo.

Para ela, que essa fase de balanços no desempenho do ano e da qualidade dos relacionamentos, por exemplo, mexa com o emocional dos seres humanos.

A situação é tão grave que, ainda segundo a psicóloga,  muita gente vai parar no hospital com casos de infarto pelo estado de angústia estresse exacerbado.

Coração em perigo – Já a cardiologista Edna Marques de Oliveira destaca que  os hormônios liberados por sentimentos de ansiedade, angústia e frustração na corrente sanguínea interferem diretamente no funcionamento do coração.

Disse ela que a liberação aumentada de cortisol, por exemplo, que é o hormônio liberado pelo estresse, eleva a frequência cardíaca e pode causar também um descontrole da pressão arterial e um desequilíbrio no coração.

A prevenção a “dezembrite”, segundo a psicóloga Marianna Cruz, é nutrir uma visão mais amorosa e compreensiva de si mesmo. É valorizar e destacar aspectos positivos e as conquistas do ano mesmo que não tenha atingido o objetivo.

 

One Comment

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.