20 de janeiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

Funcionários da Veleiro paralisam atividades e ônibus não circulam na manhã de quinta

Sindicato denuncia atraso dos pagamentos de dezembro e até mesmo dos tíquetes de alimentação

Pouco mais de 50 ônibus da Viação Veleiro, responsáveis por 15 linhas em Maceió, permanecem na garagem nesta quinta-feira. Os funcionários da empresa, uma das responsáveis pelo transporte público na Capital de Alagoas, paralisam as atividades em protesto pelo atraso nos pagamentos.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de Alagoas (Sinttro/AL), ainda há atraso dos pagamentos de dezembro e até mesmo dos tíquetes de alimentação. Já é a é terceira vez em que os trabalhadores da Veleiro cruzam os braços pelo mesmo motivo em menos de um ano.

Entre as reivindicações, estão além do pagamento de atrasados, o das férias e o repasse do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Como não há problemas semelhantes nas linhas intermunicipais, o serviço funciona normalmente. Entretanto, o sindicato afirma que os demais 52 veículos só vão circular depois que o pagamento aos funcionários for realizado. As afirmações são do diretor social e de saúde do Sinttro, Alexandre Sobrinho.

Sem reajuste

Em declaração nas redes sociais, postada nesta terça (14), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, afirmou que não vai autorizar reajuste no valor, de R$ 3,65 para R$ 4,10, como anunciado em dezembro passado pelo Conselho Municipal de Transporte e Trânsito.

Ele ainda criticou duramente as empresas de ônibus que exploram o serviço na capital. Segundo o prefeito, as empresas estão descumprindo contratos, não renovaram a frota e e descumprem o dever de pagar os impostos municipais.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.