25 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Gosto de Aventura: Cavaleiros iniciam nesta sexta, percurso de dois dias da Cavalgada de Reis

Evento está na sua 8ª edição, cobrindo um percurso que começa na madrugada, no município de Satuba, e termina amanhã à tarde, na cidade de Paulo Jacinto

É preciso coragem (aqui traduzida em disposição), uma boa dose de aventura e muito bom humor para encarar a jornada e as situações inusitadas, nem todas muito engraçadas.

E todos que participam – homens e mulheres – juram a si mesmo que preenchem bem os requisitos. Como duvidar, se todos os anos, nesse mesmo período, lá estão eles? E sempre felizes com o reencontro; prontos para encarar dois dias de viagem, montados em cavalos, andando por estradas de barro ou abrindo caminhos estreitos no meio do mato; desbravando paisagens, num percurso que começa na cidade de Satuba (região metropolitana da Capital) e termina em Paulo Jacinto (terra do Baile da Chita) a 100km de Maceió.

Bem-vindos à VIII Cavalgada de Reis!

O encontro é de véspera, no povoado Santa Apolônia próximo às ruínas da antiga fábrica de cerâmica de Satuba-engenho, no caminho da velha usina Utinga Leão. Desde a tarde desta quinta-feira o movimento de chegada de cavalos e cavaleiros torna mais animado o vilarejo. Bagagem checada, arreios arrumado, cavalos cuidados, soltos no pasto; hora de descansar… para alguns. Tem sempre a turma do barulho (e da birita), que testa a própria resistência, pra não pegar no sono – e nem deixar ninguém dormir – desafiando a voz de comando do velho ‘Copal’, organizador do evento que há 8 anos compartilha com os filhos, demais parentes, amigos e agregados, o prazer de cavalgar.

“Era só um passeio em família, mas a turma tomou gosto, cresceu e já somos mais de 50; não deixa de ser uma grande família”, comenta ele, entre orgulhoso e cuidadoso. “Quanto mais gente, mas dá trabalho pra controlar essa turma. Temos que estar atentos para evitar acidentes de percurso”, confessa Delival Almeida, que hoje divide essa responsabilidade com o amigo Jota, cavaleiro veterano, amante da boa montaria, companheiro de jornada desde a primeira viagem, oito anos atrás, também ao lado dos filhos, netos e outros familiares.

A saída está prevista para as 3h da manhã desta sexta-feira (10) com previsão de chegada às 15h, em Paulo Jacinto. O percurso é permeado de paradas estratégias para descanso. Afinal ninguém é de ferro. O café da manhã é na beira do rio, entre as terras do Pilar e Atalaia. O almoço é em Capela, com pelo menos duas horas para os animais se recuperarem, seguindo depois por Cajueiro, até chegar no local do pernoite, já na divisa com o município de Viçosa. Dali se inicia, no dia seguinte, o trecho mais perigoso e um dos mais bonitos da viagem, entre vegetação de caatinga, pedreiras e penhascos, na rota da antiga ferrovia, margeando o Rio Paraíba até chegar em Paulo Jacinto, e receber as bençãos de Nossa Senhora das Graças.

Fotos de arquivo -Cavalgada de Reis 2019

Tudo isso regado a muita conversa animada, boas companhias e, é claro, a cerveja que resiste à quentura escaldante, atolada no gelo, nos carros de apoio.

Eita, tá chegando a hora!… Dá licença que eu também sou chegada a essa aventura.

Mando notícia… se tiver wi-fi no meio dessa estrada!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.