11 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade
Esportes

Lewis Hamilton critica Bill Gates e mostra ser antivacinas nas redes sociais

Hexacampeão da F1 é ativista e referência na categoria contra o racismo e desigualdade

Seis vezes campeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, recebe fortes críticas depois de compartilhar um post com uma mensagem anti-vacina em seu Instagram.

A publicação, um compartilhamento de King Bach, é um vídeo de uma entrevista com o co-fundador e filantropo da Microsoft Bill Gates discutindo testes de vacinas para o COVID-19 com a legenda.

Hamilton, que compartilhou o post para seus 18,3 milhões de seguidores no Instagram, comento assim: ‘Lembro quando contei minha primeira mentira’. A frase é acompanhada com o emoji “chorando de rir”.

Antivacina

Hamilton ser integrante do movimento antivacina não deveria ser novidade. Semanas atrás, o piloto compartilhou uma captura de tela sobre um pequeno protesto contra a vacina COVID-19 de Oxford sendo testada na África do Sul, com uma legenda perguntando por que os africanos supostamente estariam sendo feitos de testes de cobaia.

“Não somos cobaias”, dizia manchete de sul-africanos compartilhada por Hamilton

No entanto, como todos devem saber, o estudo é totalmente voluntário e a África do Sil é um dos quatro países em que a vacina está sendo testada, além Reino Unido (onde nasceu Hamilton), o Brasil e os EUA.

A África do Sul foi escolhida por Oxford e AstraZeneca porque tem uma prevalência extremamente alta de infecção no momento e nada mais. De qualquer forma, a vacina já encerrou seus ensaios de fase I com resultados encorajadores e o perfil de segurança é bem conhecido.

Redes Sociais

Usuário ativo das mídias sociais, Hamilton já havia sido elogiado por usar sua plataforma para falar sobre questões de raça e desigualdade, mas também enfrentou críticas no passado.

Em dezembro de 2017 ele gerou controvérsia por postar um vídeo criticando seu jovem sobrinho por usar um vestido de princesa. Ele se desculpou posteriormente.

Agora ele poderia ter que oferecer uma mea culpa semelhante, com o post provavelmente sendo um tópico de discussão no GP da Inglaterra deste fim de semana.

Outro lado

Após a polêmica, o piloto foi novamente às redes sociais, desta vez para se defender e esclarecer a situação:

Notei alguns comentários em minha postagem anterior sobre a vacina contra o coronavírus e gostaria de esclarecer alguns pontos, pois entendi que eu talvez tenha sido mal interpretado:

Primeiro: eu não tinha visto o que compartilhei, então é totalmente minha culpa e tenho respeito pleno pelas ações de caridade realizadas por Bill Gates.

Não sou contra a vacina e sem dúvidas ela será importante na luta contra o coronavírus e tenho esperança de que seu desenvolvimento ajudará a salvar vidas.

Entretanto, após assistir o vídeo, sinto que ele tenha evidenciado uma incerteza quanto aos efeitos colaterais e, mais importante, como será financiado.

Posso nem sempre acertar nas minhas postagens, sou apenas humano e estou aprendendo enquanto vivo. Tudo de bom para vocês.

Lewis Hamilton, piloto da Mercedes e hexacampeão da Fórmula 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.