24 de fevereiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

MPF e MP/AL realizam vistoria no Centro Pesqueiro de Maceió

Demandas de pescadores serão analisadas pela Prefeitura para adaptações e adequações às suas necessidades

Centro Pesqueiro em Jaraguá, Maceió. Foto: Marco Antônio/Secom

Na tarde da última quarta-feira, dia 16, os Ministérios Públicos Federal e Estadual, representados pela procuradora da República Roberta Bomfim e pelos promotores de Justiça Jorge Dória e Fernanda Moreira, acompanharam a visita técnica ao Centro Pesqueiro de Maceió, no bairro do Jaraguá.

O motivo da visita foi verificar no local os questionamentos da comunidade pesqueira sobre o novo espaço destinado a eles pela Prefeitura de Maceió.

O Instituto IABS apresentou aos presentes as dependências do equipamento público, sendo que a medida que os boxes e demais dependências iam sendo apresentados e vistoriados, os pescadores iam fazendo suas observações e reivindicações.

A estas observações o Instituto IABS e a Prefeitura de Maceió se comprometeram a analisar a viabilidade e as eventuais adequações solicitadas.

Entre elas, serão analisadas as seguintes propostas: adequação dos espaços tipo F para transformá-los em nove boxes, com as alterações de água, energia, esgotamento, ventilação e pia para higienização pessoal; adaptação de espaços destinados a depósitos para que se tornem espaços tipo F; espaços que precisam de saída de emergência e outros que precisam ter a ventilação melhoradas.

Os pescadores também fizeram observações e demandaram por adaptações aos espaços destinados à filetagem dos pescados e lavagem do camarão.

Além do MPF e MP/AL, também compareceram: o Secretário Municipal de Turismo, Esporte e Lazer, Jair Galvão; o Procurador Geral do Município, Diogo Silva Coutinho, o Procurador do Município, Gustavo Esteves; a presidente da Colônia dos Pescadores, Maria Aparecida Silva; o representante do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (Iabs); o Vereador Francisco Sales, e; representantes da comunidade dos pescadores de Jaraguá.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.