12 de julho de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Nabor Bulhões, Bolsonaro e o caso Queiroz: muito além das rachadinhas

O substrato do caso passa pelos milicianos e seus rastros de crimes de toda ordem

Nabor e sondado por Bolsonaro para defender o filho Flávio

Que os esquemas de corrupção envolvendo Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e uma série de milicianos do Rio de Janeiro era a pedra no calcanhar da família do presidente Jair Bolsonaro, todo mundo já sabia.

O que muitos não queriam era ver essa história revelada.

Mas, pelo andar da carruagem o caso é muito mais grave do que parece.

A partir do momento em que o presidente Jair Bolsonaro faz uma sondagem ao maior jurista da atualidade brasileira, Nabor Bulhões, para assumir a defesa de Flávio Bolsonaro e da família é por que o angu é de caroço.

O alagoano Antonio Nabor de Areia Bulhões é um dos mais respeitados advogados que atuam na suprema corte do País.

É conhecido como o homem capaz de resolver as causas impossíveis.

O caso Queiroz traz consigo um lastro de criminalidade que transcende ao esquema de rachadinhas da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

As ramificações da história vão além das vias e ruelas de Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, reduto miliciano perigoso.

Daí, quando consultado, Nabor Bulhões disse aos interlocutores de Bolsonaro que o caso era muito complexo e difícil.

Nabor Bulhões, que advogou para o empresário PC Farias, para o ex-presidente Fernando Collor de Melo e para o bicheiro Carlinhos Cachoeira é visto como a tábua de salvação da família inteira.

Sabe bem o jurista que não vai se deparar apenas com a história da corrupção no parlamento carioca. Mas, no substrato disso. E aí é que está o nó cego.

Onde há milicianos há assassinatos, tráfico de drogas, de armas e de pessoas.

Os milicianos estão enraizados dentro do esquema da rachadinha do parlamento carioca. Adriano da Nóbrega, chefe do Escritório do Crime, que estava na folha do gabinete de Flávio, e foi assassinado recentemente na Bahia, era uma prova disso.

A milícia é o submundo. Desvincular o presidente República e a família de tudo isso é a missão de Nabor Bulhões, se aceitar o caso.

E além disso provar que Flávio Bolsonaro não usou o dinheiro público da Assembleia nos esquemas corruptos organizados por Queiroz e companhia.

O grande medo da família acuada está em revelar aos povos que o mar carioca é verdadeiramente azul e não rosa bebê, como muitos teimam em ver atualmente.

Ou seja, nesse jogo não há superfície de terra plana.

 

 

 

 

 

4 Comments

  • Avatar Gilson arruda

    Existe uma olá de cristal na matéria? A narrativa da como líquida e certa as afirmações que fez, sem citar uma prova só ilações . Se considerarmos O valor da rachadinha, temos que se trata de amadores. Se olharmos outros valores, aí mesmo que se confirmar o amadorismo. Rachadinha está institucionalizadas no estatuto do PT. Portanto acho que tudo deve ser apurado ao rigor da lei, assim como a imprensa de flutuar ao rigor da ética. Vide como fizeram o destaque da matéria.

  • Avatar Jamil Gadelha Zaidan

    O que mas SUPREENDE é que o caso da FAMÍLIA BOLSONARO é tão GRAVE que ate os mas renomados JURISTAS chega á fazer tais COMENTÁRIOS. Comparando as mas terrivéis ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS DO MUNDO.Mas o caso recente da FAMÍLIA DE LULA E SUA QUADRILHA MORREU PARA OS ANALFABETOS FUNCIONAIS E QUADRILHEIROS,QUE FAZEM Á IMPRENSSA FALADA,ESCRITA,E,TELEVISIVA. Vamos voltar a falar também do a assunto. Tenho VERGONHA DE TER DABIDO LER,ESCREVER,E,SEMPRE TENTAR MANTER BEM INFORMADO POLITICAMENTE. Não tenho PARTIDO. SOU BRASILEIRO,AMANTE DA MINHA PÁTRIA. (Pense Nisso) Viva o BRASIL,E,NOSSA FRAGILIZADA DEMOCRACIA.

  • Avatar ELITON MACEDO LIMA

    É tudo isto é muito mais . Jair Bolsonaro quando nomeou o ex ministro da educação para o banco mundial comenteu obstrução de justiça? Na Faculdade de Direito no primeiro semestre tinha Introdução ao Direito,foi indicado ler O CASO DOS EXPLORADORES DE CAVERNAS (Lon Fuller).O debate jurídico é bonito,Já gostava figuei encantado.Nabor ou qualquer outro Advogado que aceitar defender a família BOLSONARO tem que está consciente que tem nas mãos um caso semelhante ao de “AL” CAPONE (gângster/milícia).Podemos dizer que Paulo Maluf e Renan Calheiros é fichinha. O debate esta aberto.

  • Avatar Roberto Cavalcante

    Que o Dr. Nabor Bulhões é uma dos mais altaneiros advogados do Brasil, eu não discordo. Contudo não há como concordar com a narrativa construída por este meio. Hipocrisia pura. O STF tem como Presidente o ex-Advogado do partido mais criminoso e miliciano: o PT com ramificações internacionais com as FARCs, presente nas primeiras edições do Foro de São Paulo. Ademais, quem defendia o Dr. Alexandro de Moraes, senão o PCC, dispensando apresentações. Quero que me mostre um irregularidade do Presidente Bolsonaro, porque se seu filhos, o que eu não acredito, tiverem atos fragorosamente ilícitos que paguem pelos tais. Não cola imputar crimes aos filhos para tentar tisnar a honra do mais correto Presidente festa República!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.