12 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Economia

Nesta terça: Eletrobras diz que Bolsonaro assinará projeto de lei de desestatização

Ministro de Minas e Energia levará PL pessoalmente a Rodrigo Maia

A Eletrobras relatou que recebeu ofício enviado pelo Ministério de Minas e Energia informando que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deverá assinar nesta terça-feira (5) um projeto de lei que permitirá a desestatização da elétrica.

Segundo fato relevante divulgado na noite da véspera, o projeto de lei deverá cumprir todo rito legislativo até a sua promulgação. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que o governo quer capitalizar a empresa, que, segundo ele, está perdendo participação no mercado de geração e transmissão.

Se nada for feito, disse o ministro, a Eletrobras terá só 15% de geração de energia e 35% na transmissão em dez anos. Segundo estudos, o processo de desestatização deverá ocorrer por aumento de capital social, mediante subscrição pública de ações ordinárias da Eletrobras ou de eventual empresa resultante de processo de reestruturação.

“Estamos otimistas em relação à tramitação desse projeto. O presidente Bolsonaro assinando hoje o projeto de lei, eu levarei pessoalmente para entregar ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ainda hoje”. Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia.

Ministro de Minas e Energia, almirante Bento Costa Lima de Albuquerque, durante cerimônia de transmissão de cargo no Ministério de Minas e Energia.

O governo previu anteriormente receitas de 12 bilhões de reais com a desestatização da empresa. A proposta deve envolver ainda uma mudança nos termos dos contratos de hidrelétricas operadas pela companhia, que sairiam de um modelo de tarifas reguladas, conhecido como “regime de cotas”.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.