12 de julho de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

O vírus alimentado pelo verme cloroquinado

Primeiro, o nióbio seria a salvação da economia do Brasil.

Depois, a trupe tentou nos convencer que a fosfoetanolamina seria o divisor de águas na cura do câncer.

Os irresponsáveis agora apontam a cloroquina como a cura da Covid-19, mesmo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) dizendo: parem os testes.

A suspensão das pesquisas que envolviam cientistas de 100 países é temporária e foi pausada após surgirem dúvidas sobre a eficácia da roga no tratamento da doença.

O mais grave é que há indícios de que ela pode até aumentar a taxa de mortalidade entre os pacientes.

Um estudo publicado sexta-feira, 22, na revista científica “The Lancet”, com 96 mil pessoas, mostrou que as substâncias contidas na cloroquina não foram eficientes contra a Covid-19 e detectou risco de arritmia cardíaca nos pacientes que as utilizaram.

É uma roleta russa incentivada por um irresponsável que conseguiu a proeza de colocar o Brasil como epicentro da pandemia de coronavírus.

Além do vírus, o verme mata. A cegueira e o fanatismo também.

Pobre Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.