18 de janeiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Paulão: estão querendo matar a galinha dos ovos de ouro de Milagres

Deputado diz que obra de drenagem de condomínio é irresponsável e vai ser de fato canal de esgoto

Obra de drenagem que tende a ser canal de esgoto, segundo Paulão

O deputado federal Paulão (PT-AL) disse nesta quarta-feira, 15, que a possibilidade de poluição e contaminação da praia de São Miguel dos Milagres, a partir de uma obra de drenagem de um condomínio de luxo  à beira mar, é uma possibilidade real e que requer a atenção de todos os órgãos fiscalizadores.

Ele considerou importante a visita do Ministério Público e da Assembleia Legislativa ao local, mas disse que em conversas com técnicos e engenheiros especializados do Estado, ficou claro para ele que o condomínio poderá futuramente utilizar a drenagem para fazer escoar o esgoto produzido.

Paulão: Estão fazendo uma obra de forma irresponsável

O pior, disse, é que a drenagem poderá ficar recebendo esgoto não apenas do condomínio, mas também dos hoteis que forem construídos na região. “Isso é um abuso, por que o menos os investidores fazem em seus empreendimentos é ter preocupação com o meio ambiente, o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade social”, destacou o parlamentar.

Para o deputado, o fato de existirem as línguas sujas nas praias de Maceió é exatamente fruto desse procedimento, quando os construtores transformaram as galerias pluviais em canais de esgotos que desaguam nas praias centrais da cidade. “Esse risco é real em Sâo Miguel dos Milagres”, sustentou.

São Miguel dos Milagres: o paraíso ameaçado

Disse Paulão que pelas informações que obteve junto a engenheiros alagoanos, o que acontece nessa obra de São Miguel dos Milagres é um erro de engenharia premeditado, para baratear o custo da obra.

“Trata-se uma ação preguiçosa que remete a fraude intencional e que com certeza vai matar a galinha dos ovos de ouro que é o turismo da região norte”, alertou Paulão.

Ele sustenta que há outras formas de se realizar a drenagem dos condomíninos sem levá-la diretamente ao mar. “Pode ser feita levando para canais e rios interiores de forma sustentável e não da maneira irresponsável que estão fazendo”, concluiu.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.