20 de janeiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

PM investiga policiais que praticaram violência em acampamento dos sem teto

Deputado Paulão cobrou providências para garantir a integridade dos acampamentos no Benedito Bentes

Reunião do comando geral da PM com o deputado Paulão, Secretária Estadual da Mulher, Maria Silva e representantes dos sem teto

Na companhia da Secretária de Estado da  Mulher e dos Direitos Humanos, Maria Silva e de representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), o deputado federal Paulão (PT-AL) esteve no comando geral da Polícia Militar cobrando providências sobre os militares que invadiram acampamento dos sem teto em Maceió, apenas para perseguir e abusar da autoridade.

A reunião no comando geral da PM ocorreu nesta segunda-feira, 30.

Já o episódio de violência policial aconteceu na sexta-feira, 27 de dezembro, quando duas viaturas da PM de Alagoas invadiu o acampamento Dandara, do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), localizada no bairro de Benedito Bentes, periferia de Maceió, ameaçaram os sem teto, rasgaram e atearam fogo em bandeiras do movimento e gritaram: “agora é Bolsonaro” e “Lula está morto”.

Na oportunidade, a coordenadora do movimento MTST, Eliane Silva denunciou: “Duas viaturas da polícia apareceram aqui na ocupação na manhã de hoje. Fizeram uma ação violenta. Renderam pessoas, mandaram outras entrarem nos barracos, invadiram e quebraram coisas da cozinha coletiva. Rasgaram nossos livros de registros. Gritavam ‘quem manda agora é Bolsonaro’ e ‘Lula está morto’. Tocaram fogo em nossas bandeiras e disseram que tínhamos que trocar pela bandeira do Brasil”.

Repercussão – O ato de violência policial teve repercussão em todo o País. Coube ao deputado federal Paulão cobrar do comando da PM providências para garantir a integridade dos sem teto, bem como a cobrança de responsabilidades no caso.

O parlamentar ouviu do comandante geral da PM, coronel Marcos Sampaio, que um procedimento disciplinar foi aberto na Corregedoria da corporação. Ainda segundo o coronel, até o fim do processo os policiais serão afastados da ruas.

Coronel Sampaio, disse o deputado ainda se comprometeu a fazer uma visita ao acampamento Dandara, onde o governo do Estado pretende construir habitações para os sem teto acampados.

O deputado disse louvou a atitude do comandante e destacou que apesar de toda intolerância existente no País é preciso entender que as instituições existem para defender a sociedade em todos os níveis. Para ele, os policiais que abusaram da autoridade no acampamento não representam a maioria da instituição que é formada por homens e mulheres de bem. “Os que fogem à regra precisam responder perante a lei e isso o comandante deixou claro”, disse Paulão.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.