14 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Política

Presidente da Funarte diz que Rock leva ao aborto e satanismo

Ele é youtuber, seguidor de Olavo de Carvalho, adora teorias de conspiração e produziu Deus acima de todos, sobre a vitória de Bolsonaro

O novo presidente da Funarte, o maestro Dante Mantovani ataca de youtuber, e para os inscritos em seu canal, ele costuma tirar dúvidas sobre música e compartilhar teorias da conspiração.

Após assumir a Funarte, ele deletou vídeos de suas redes sociais, mas não os do YouTube. E dentre eles, é possível acompanhar suas teorias de que agentes comunistas infiltrados na CIA foram responsáveis por distribuir LSD para jovens em Woodstock.

O objetivo final, diz ele, seria destruir a família, vista como “base” do capitalismo.

“A União Soviética mandou agentes infiltrados para os Estados Unidos para realizar experimentos com certos discos realizados para crianças. Esses agentes iam, se infiltravam e iam mudando, inserindo certos elementos para fazer engenharia social com crianças. Daí passaram para música para adolescentes”. Dante Mantovani, sobre a chegada de Elvis Presley na década de 1950.

Além de Elvis, ele ainda parte pra cima de Woodstock e diz que os Beatles “colocaram em prática as ideias da Escola de Frankfurt”, com a intenção de destruir a cultura ocidental.

“O rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo”. Dante Mantovani.

O problema é que além de achar que o rock leva ao satanismo, ele também é hipócrita, pois em outro vídeo ele disse acompanhar as mateleiras Metallica e Angra.

Olavista

Em 2013, Mantovani defendeu tese de doutorado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) com o título de “O ensaio como procedimento para construção de sentidos textuais”.

Nos agradecimentos, ele cita o ideólogo de direita Olavo de Carvalho, “cujas aulas, livros e artigos me resgataram de um mar de dúvidas que pareciam insolúveis e me propiciaram a clareza mental e a coragem necessárias para finalizar este trabalho”.

Assim como o mentor, o maestro também oferece um curso online, o “Seminário de Música”. Segundo o site do curso, o intuito é fornecer “vasta carga de conhecimentos musicais e dar-lhes uma formação superior, independente de instituições de ensino formal”.

Entre as disciplinas na grade, estão estão “Leitura de partituras”, “técnicas de regência” e “Música e Marxismo”. Mantovani é ainda produtor do curta-metragem amador “Deus acima de todos”, sobre a eleição de Jair Bolsonaro e a fé de seus seguidores.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.