7 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Expresso

Presidente do Chile é processado por crimes contra a humanidade

Mais de 20 pessoas, segundo o Judiciário. O Instituto Nacional de Direitos Humanos contabilizou até esta quarta-feira 1.778 feridos e cerca de 5.000 detidos

Um tribunal chileno acolheu uma ação movida contra o presidente Sebastián Piñera por sua responsabilidade em supostos crimes contra a humanidade que ocorreram durante a crise social que o Chile vive há quase três semanas e matou mais de 20 pessoas, segundo o Judiciário. O Instituto Nacional de Direitos Humanos contabilizou até esta quarta-feira 1.778 feridos e cerca de 5.000 detidos.

A ação foi movida contra o presidente pela “responsabilidade que lhe cabe, como autor, como chefe de Estado e de todos os que resultem responsáveis como autores, encobridores e/ou cúmplices de crime contra a humanidade”. A ação afirma que a Polícia e os militares cometeram pelo menos nove delitos —entre eles homicídios, torturas, restrições ilegítimas e abuso sexual

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.