12 de dezembro de 2019Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Rui Palmeira participa do centenário da Academia Alagoana de Letras

Fundada no dia 1° de novembro de 1919, ela possui 40 cadeiras numeradas, 38 ocupadas, cada uma delas homenageia um alagoano ilustre já falecido

Foto: Átila Vieira/Secom Maceió

O prefeito Rui Palmeira participou, na noite dessa quarta-feira (30), da solenidade de comemoração dos 100 anos da Academia Alagoana de Letras, realizada na sede da entidade, no Centro.

“Seremos a geração que viu o bicentenário de criação da cidade de Maceió, os 200 anos de emancipação política de Alagoas, e os 100 anos da Academia Alagoana de Letras. Esta data é mais um marco para Maceió. Quanta gente boa já passou e continua na entidade. Temos grandes imortais que se destacaram na poesia, na prosa, no romance. Figuras da melhor qualidade que engrandecem nossa cidade”. Rui Palmeira, prefeito de Maceió.

Foto: Átila Vieira/Secom Maceió

A Academia Alagoana de Letras foi fundada no dia 1° de novembro de 1919. Possui 40 cadeiras numeradas, 38 ocupadas, cada uma delas homenageia um alagoano ilustre já falecido.

“É um desafio que uma instituição cultural dure tanto tempo. Significa que houve um empenho de muitas gerações que se prepararam para colher a memória do lugar, a vocação do território e a expansão para o diálogo com o país. É um dia magnífico”. Marco Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras.

“É um dia magnífico”, disse Marco Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras, sobre os 100 anos da AAL. Foto: Átila Vieira/Secom Maceió

Para o presidente da Academia Alagoana de Letras, Alberto Rostand Lanverly, o centenário da entidade mostra que a cultura é forte. “Completar 100 anos de atividades mostra que a chama do saber nunca haverá de se apagar. São décadas de muita luta tentando fazer com que a força dos nossos antecessores continue viva”, destacou.

Alberto Rostand Lanverly, presidente da Academia Alagoana de Letras. Foto: Átila Vieira/Secom Maceió

A frente de ações que fortalecem a cultura em Maceió, o presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural, Vinícius Palmeira, reforçou o papel da entidade para a capital alagoana

.“O centenário da Academia representa um grande emblema, um sinal importantíssimo de afirmação do tempo. Uma entidade que é o bastião da literatura, em uma terra de poetas, poetisas, escritores e escritoras, então ela é de alta representatividade. Seu aniversário engrandece a nossa terra e projeta tudo o que a gente tem da alma para o futuro”. Vinícius Palmeira, presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.