20 de janeiro de 2020Informação, independência e credibilidade
Expresso

Servidor de AL que fraudava INSS mentiu sobre amputação para receber Aposentadoria por Invalidez

Ao todo, 80 benefícios previdenciários recebidos pela organização criminosa proporcionava uma retirada mensal de mais de R$ 160 mil

Grupo falsificava documentos para receber amparo assistencial ao idoso e Pensão por Morte

Nesta segunda-feira (12), em Alagoas, a PF deflagrou ea Operação Marechal (leia mais aqui), para desarticular uma quadrilha especializada em fraudes à Previdência Social. Curiosamente, o líder do grupo é beneficiário de uma Aposentadoria por Invalidez, sob a justificativa de que seria amputado de uma perna, mas diversas vezes já fora flagrado usando bermudas e não possui qualquer deficiência física.

Estilo de vida dos servidores do INSS era alto

A quadrilha falsificava documentos e subornava servidores para a obtenção do amparo assistencial ao idoso e Pensão por Morte. Ao todo, 80 benefícios previdenciários recebidos pela organização criminosa proporcionava uma retirada mensal de mais de R$ 160 mil, totalizando mais de R$ 9 milhões enquanto atuavam. E como possível, notar nas fotos da PF, estes servidores do INSS viviam muito bem.

One Comment

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.