12 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade
Economia

Setor lácteo alagoano faz campanha pelo produtos locais

Em Alagoas, integram a cadeia produtiva mais de quatro mil produtores rurais de leite, entre pequenos, médios e de grande porte.

Quem compra produtos derivados do leite fabricados em Alagoas, além de cuidar da saúde está colaborando para fortalecer a economia local, principalmente, neste período de pandemia da Covid-19, ressalta o Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Alagoas (SILEAL).

Arthur Vasconcelos reforça importância do consumo para a saúde e para a economia | Divulgação

Em todo o Estado, integram a cadeia produtiva mais de quatro mil produtores rurais de leite, entre eles, pequenos produtores da agricultura familiar, médios e de grande porte. No total, 33 laticínios estão instalados em Alagoas, produzindo queijos, leite, manteiga, coalhada, iogurtes, entre outros produtos.

O presidente do SILEAL, empresário Arthur Vasconcelos, reforça que optar pelo produto local gera saúde para o consumidor e riqueza para Alagoas. “São alimentos competitivos, pois são produzidos mais frescos, com qualidade, e são genuinamente alagoanos. Além de gerar e manter empregos e renda no nosso Estado, também trazem benefícios à saúde, pois, vários estudos comprovam que os lácteos contribuem para fortalecer a imunidade do organismo”, explica.

Benefícios

Um estudo recente mostrou que o consumo regular de iogurte reduziu a ocorrência de resfriados, tosse e coriza, sintomas clássicos das infecções por coronavírus.

Outro benefício é a absorção de cálcio, nutriente essencial para o funcionamento normal do metabolismo de todas as células. O leite também é rico em gangliosídeos, substâncias relacionadas à prevenção de infecções, especialmente, em crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.