7 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: Bienal

Estande do JW.ORG apresenta material para cegos e surdos

Estande do JW.ORG apresenta material para cegos e surdos

Expresso
Entre os dias 30 de agosto e 8 de setembro de 2019, as Testemunhas de Jeová participaram da edição número 19 da Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro, que foi realizada no Centro de Convenções Riocentro, o maior evento cultural realizado no Brasil e que contou com 520 estandes, atraindo quase 600 mil visitantes. O estande, que trazia material para surdos, pessoas com problemas auditivos e cegos, e destacava ainda o site oficial e os esforços para facilitar o acesso a publicações bíblicas. Também era possível encontrar displays interativos em idiomas indígenas disponíveis no jw.org, como guarani, ticuna e xavante. Durante os dez dias da bienal, o estande distribuiu 3.737 publicações.
Mesa Redonda sobre a Lei Maria da Penha hoje, às 17 horas, na Bienal

Mesa Redonda sobre a Lei Maria da Penha hoje, às 17 horas, na Bienal

Maceió, Por Elas
Os avanços e as dificuldades para a efetivação da defesa das mulheres vítimas de violência doméstica, no Brasil, vão estar na pauta da 9ª  Bienal Internacional do Livro de Alagoas, neste último dia do evento. A mesa redonda " 13 anos da Lei Maria da Penha e as Marias que não  calam: o perfil da violência contra a mulher em Alagoas" vai acontecer a partir das 17 horas, na Associação Comercial, no Jaraguá. A ideia da discussão dessa temática durante a Bienal foi da professora  Andrea Pacheco, do curso de Serviço Social da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que é coordenadora do  Núcleo de Estudos Frida Kahlo. Além dela, também vão participar do debate a advogada Paula Lopes, coordenadora do Centro de Defesa dos Direitos das Mulhereses (CDDM), a major Daniele Assunção, da P
Rui Palmeira visita a 9ª Bienal do Livro, em Jaraguá

Rui Palmeira visita a 9ª Bienal do Livro, em Jaraguá

Maceió
Ruas movimentadas por leitores e curiosos tem sido a rotina do bairro de Jaraguá desde a abertura da 9ª Bienal Internacional do Livro, no último dia 1º de novembro. Na tarde desta quarta-feira (6), o prefeito Rui Palmeira visitou a feira literária e viu de perto o trabalho das secretarias e órgãos municipais envolvidas no evento, que ocorre até domingo (10), nas ruas do bairro de Jaraguá. “Ficamos muito felizes por ver tanta gente interessada em literatura nesse formato democrático que foi montado aqui no Jaraguá. A Prefeitura é parceira da Universidade Federal de Alagoas na Bienal, e oferece o Vale-Livro a 6.800 estudantes da Rede Municipal. É muito importante estimular a leitura e essa iniciativa gera isso nas nossas crianças”. Rui Palmeira, prefeitura de Maceió. A 9ª Bienal do
Confira a programação da 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas

Confira a programação da 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas

Cultura
A Imprensa Oficial Graciliano Ramos e seus parceiros anunciaram a programação coletiva da 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, a ser realizada de 2 a 10 de novembro, na sede do Arquivo Público de Alagoas, no bairro Jaraguá, em Maceió. Todos os dias, os visitantes encontrarão lançamentos de livros, sessão de autógrafos, palestras, apresentações culturais, exposições, além de atividades infantis, como contação de histórias e pinturas faciais. Exceto as oficinas, com vagas limitadas, todos os eventos oferecidos são gratuitos e abertos ao público. “Estamos trazendo 23 grandes lançamentos para esta edição da Bienal. De um lado, há os novos nomes da literatura contemporânea do Estado, selecionados a partir de editais públicos. Do outro, há autores do passado, com o resgate de sua
Bienal Internacional do Livro modificará trânsito em Jaraguá

Bienal Internacional do Livro modificará trânsito em Jaraguá

Maceió
A partir da próxima sexta-feira, 1º de novembro, as ruas do histórico bairro de Jaraguá serão palco da 9ª edição da Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Para garantir a segurança viária dos maceioenses que forem prestigiar o evento, equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) modificarão o fluxo de veículos que transitam pela Rua Sá e Albuquerque. Até o dia 10 de novembro, o trecho da Rua Sá e Albuquerque, que vai desde o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) até a Associação Comercial de Maceió, será bloqueado para a circulação de veículos. Por este motivo, os condutores que vierem da Pajuçara não poderão acessar a via, devendo seguir pela Avenida Industrial Cícero Toledo. Na ocasião, os dois acessos da Rua Barão de Jar
No Jaraguá: Bienal do Livro de Maceió terá início na próxima sexta-feira

No Jaraguá: Bienal do Livro de Maceió terá início na próxima sexta-feira

Cultura
A Bienal Internacional do Livro de Alagoas está de volta. A partir da próxima sexta-feira (1°), o histórico bairro do Jaraguá será o cenário da edição deste ano do evento, que conta com a parceria da Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac) e de outros órgãos do Município. Na edição deste ano, a Bienal aposta no tema “Livro Aberto: Leitura, Liberdade e Autonomia” e em um formato diferenciado: as atividades irão acontecer em prédios históricos, praças e na Rua Sá e Albuquerque até o dia 10 do próximo mês. A programação do evento contará com a participação de mais de 100 atrações, que serão distribuídas em palestras, conferências, bate-papos, oficinas, seminários e mesas-redondas, além da tradicional feira de livros. A 9ª Bienal também irá pro
Pedido de censura no STF mentiu usando imagens de livro que nem na Bienal estava

Pedido de censura no STF mentiu usando imagens de livro que nem na Bienal estava

Brasil
Para justificar a censura, apelaram para mentira: os embargos que a prefeitura do Rio de Janeiro encaminhou ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, pedindo esclarecimentos em relação à decisão que proibia a censura na Bienal do Livro, citam um título que não foi comercializado na feira. O pedido é assinado pelo procurador-geral do município, Marcelo Silva Moreira Marques, e pelo subprocurador-geral, Paulo Maurício Fernandes Rocha. Nele, buscam garantir o direito do município de fiscalizar e apreender livros. "As Gêmeas Marotas", cujas páginas são reproduzidas no embargo de declaração, apresenta personagens fofinhos praticando atos sexuais. Mas publicado em Portugal em 2012, com tradução de Maria Barbosa, ele não é voltado para o público infantojuvenil —na realidad