29 de fevereiro de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: COVID-19

Secretaria de Saúde: Alagoas está preparada para atender casos de coronavírus

Secretaria de Saúde: Alagoas está preparada para atender casos de coronavírus

Alagoas
Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (28), no auditório do Hospital da Mulher, em Maceió, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, esclareceu à população que Alagoas está preparada para lidar com as ações de prevenção e tratamento em caso de confirmações de pessoas diagnosticadas com o Covid-19, conhecido como novo Coronavírus. O secretário explicou que o caso suspeito, de um residente de Maceió, de 66 anos, que retornou recentemente da França, segue em pleno monitoramento junto ao Ministério da Saúde (MS). “O paciente está em isolamento domiciliar e as pessoas que tiveram contato com ele estão sendo observadas”. Alexandre Ayres, secretário de Estado da Saúde de Alagoas. Alexandre Ayres reforçou que não existe a necessidade para pânico e que a principal medida prevent
Bolsonaro culpa coronavírus pela alta do dólar, que pode se manter nesse patamar

Bolsonaro culpa coronavírus pela alta do dólar, que pode se manter nesse patamar

Economia
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) culpou nesta quinta-feira (27) o surto do novo coronavírus nela nova escalada do dólar e afirmou que tem falado com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Mas negou que interfira na atuação do Banco Central, responsável pela política monetária e comandado pelo Roberto Campos Neto. "Estamos tendo problema nesse vírus aí, o coronavírus. O mundo todo está sofrendo. As Bolsas estão caindo no mundo todo, com raríssimas exceções. O dólar também está se valorizando no mundo todo, e no Brasil o dólar está R$ 4,40. A gente lamenta, porque isso aí, mais cedo ou mais tarde, vai influenciar naquilo que nós importamos, até no pão, o trigo. Vai influenciar". Jair Bolsonaro, presidente. Na verdade, a cotação da moeda americana nesta quinta-feira (27) fechou
Novo coronavírus tem letalidade maior que a do sarampo

Novo coronavírus tem letalidade maior que a do sarampo

Brasil
A taxa de letalidade do novo coronavírus, ou seja, a quantidade de pessoas mortas em relação ao total de diagnosticadas, é de 3,4%. É uma cifra maior que a do sarampo, que é de 2,2%, mas bem menor que a do ebola, acima da metade - 51%. Em números absolutos, são 2.800 mortes no mundo e quase 83 mil casos tabulados até a noite desta quinta-feira (27). A taxa de letalidade mostra apenas parte do problema, mas é importante do ponto de vista médico e individual, já que é do interesse do paciente saber o risco ao qual ele está submetido. Leia mais: Alagoas registra o primeiro caso suspeito de Covid-19 A gripe, por exemplo, tem uma taxa de letalidade bem mais baixa, de 0,1%, mas é preciso considerar que o número de infectados é muito maior, de dezenas de milhões de indivíduos. Em 20
Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus

Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus

Brasil
A Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando com especialistas para expandir o conhecimento médico sobre o novo coronavírus. Dados sobre a transmissão, recuperações e óbitos são importantes para conhecer melhor a doença e a proporção da epidemia. Com a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, a Agência Brasil preparou um guia de medidas básicas para evitar o contágio e a disseminação dos vírus que atacam o sistema respiratório, em especial o coronavírus. As informações são da OMS: Higienize as mãos Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel. Por quê?  Esfregar as mãos ajuda a eliminar traços do vírus que podem estar presentes em lugares de uso comum.   Mantenha distância social Mantenha pelo menos
Covid-19: Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Covid-19: Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Brasil
O número de casos suspeitos de infecção por coronavírus no Brasil caiu para três, informou o Ministério da Saúde. Segundo o balanço mais recente da pasta, divulgado às 12h de hoje (16), dois pacientes em São Paulo e um no Rio Grande do Sul estão sendo monitorados. O número de suspeitas descartadas subiu para 45. O total não mudou em relação ao boletim de ontem (15). De sexta-feira (14) para sábado, um caso no Paraná e outro no Rio Grande do Sul foram descartados. No entanto, um caso começou a ser investigado em São Paulo, resultando no total de três suspeitas em todo o país. Entre os 45 casos descartados, o estado de São Paulo lidera, com 20 pacientes analisados. Em seguida, vêm Rio Grande do Sul, com nove suspeitas, Rio de Janeiro (5), Santa Catarina (4), Paraná (3), Minas Gerai
Covid-19: Número de suspeitos de coronavírus no Brasil cai para seis

Covid-19: Número de suspeitos de coronavírus no Brasil cai para seis

Brasil
O Brasil tem, atualmente, seis pessoas suspeitas de ter o coronavírus Covid-19. Os dados foram atualizados pelo Ministério da Saúde na tarde de quinta (13). Nesta semana eram 11 casos suspeitos e seis casos foram descartados, sendo três em São Paulo, dois no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais. Nesse período, um foi incluído no Rio Grande do Sul. Apesar da queda no número de casos suspeitos, o ministério evita considerar que o Brasil está livre de sofrer um surto. Para o secretário-executivo da pasta, João Gabbardo, a escala de contaminação pode ser lenta e ainda chegar ao país. Além disso, não se descarta a hipótese do constante aumento de casos na China e em outros países ainda trazer consequências para o Brasil. “O fato de ter passado 14 dias e achar que as pessoas que deveriam
Coronavírus: China registra 1.350 mortes por COVID-19

Coronavírus: China registra 1.350 mortes por COVID-19

Mundo
A província chinesa de Hubei, epicentro da epidemia de COVID-19, registrou 242 novas vítimas em apenas um dia, elevando a mais de 1.350 o número mortos no país, segundo informações das autoridades locais. Em um novo balanço, as autoridades sanitárias chinesas também confirmaram 14.840 novos casos de contágio em Hubei, onde a epidemia foi identificada em dezembro, subindo a cerca de 60 mil o total de portadores da doença. O salto no número de contaminados ocorre depois que as autoridades locais anunciaram que estavam mudando a forma de diagnosticar os casos do COVID-19. Leia mais China confirma morte do médico que alertou o mundo sobre coronavírus Coronavírus muda projeções de PIB para o Brasil em 2020 Mercado chinês abre pela primeira vez desde o coronavírus e bolsa despenc