8 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: Esquerda

PT e PSL terão quase R$ 400 milhões do fundo para a campanha eleitoral

PT e PSL terão quase R$ 400 milhões do fundo para a campanha eleitoral

Blog, Marcelo Firmino
Esquerda e direita nas próximas eleições terão os maiores orçamentos do Fundo Partidário para partilhar com os seus candidatos a prefeito e vereador. Pelas regras definidas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), PT e PSL terão quase R$ 400 milhões para fazerem suas campanhas. O PT terá à disposição R$ 20o milhões e o PSL R$ 193 milhões. Os dois partidos rivais têm as maiores bancadas no Congresso. Mas, caberá a Executiva Nacional de cada partido fazer a distribuição dos recursos com cada diretório municipal. A regra do jogo será sempre uns mais, outros menos e bem menos. O que está em jogo é a eleição. Certamente levará mais, pelas estratégias dos partidos, quem tem mais possibilidade de se eleger. O candidato chamado "poca urna" não deixará de ter seus trocados por que a
É preciso mesmo torcer pela morte dos líderes das ideologias lulistas ou bolsonaristas?

É preciso mesmo torcer pela morte dos líderes das ideologias lulistas ou bolsonaristas?

Opinião
A pergunta título é clara e a resposta, sem dúvida nenhuma, é "com certeza não". Entretanto, diante do cenário belicoso e virulento no Brasil, iniciado nas redes sociais e que vem tomando forma física na vida real, a sensatez vem sendo jogada para escanteio e a resposta sobre desejar a morte de um adversário, para um grande número de indivíduos, não é mais uma negativa. E se engana quem imagina que o pensamento de ódio é só uma manifestação coletiva das massas. Ela também vem de formadores de opiniões, políticos democraticamente eleitos e mesmo de indivíduos muito próximos, de amigos ou familiares, que moram em nossas casas. O pior de tudo: as vezes, vem de nós mesmos. Para toda situação complexa existe uma resposta curta e equivocada, só que é preciso tentar explanar em poucas l
Fernández e Kirchner eleitos na Argentina; Bolsonaro “lamenta” e recusa cumprimentos

Fernández e Kirchner eleitos na Argentina; Bolsonaro “lamenta” e recusa cumprimentos

Mundo
A Argentina foi às urnas neste domingo (27) e elegeu presidente o candidato de oposição, Alberto Fernández, em primeiro turno. Com 95,31% das urnas apuradas, Fernández registrava 47,99% dos votos, contra 40,48% de Mauricio Macri, atual presidente do país. O eleito terá como vice a ex-presidente Cristina Kirchner, que comandou o país entre 2007 e 2015. O presidente eleito terá um encontro com Macri nesta segunda (28). Nas primeiras palavras após a vitória, já reconhecida por Macri, Fernández aproveitou para pedir ao atual governo para que, quando passar à oposição, "seja conscientes do que deixou" e "ajude a reconstruir o país das cinzas". "Tomara que esse compromisso de diálogo que nunca tiveram passem a ter". Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina. A vitória da chapa d