28 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: MEC

Inscrições para o Enem foram prorrogadas

Inscrições para o Enem foram prorrogadas

Brasil
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta setxa (22) a prorrogação do prazo para inscrições ao Enem 2020 (Exame Nacional do Ensino Médio) em cinco dias. Agora, o estudante pode confirmar o cadastro até às 23h59 (de Brasília) da próxima quarta-feira (27), e não mais até às 23h59 (de Brasília) de hoje. "Decidimos prorrogar o prazo das inscrições do Enem até 23h59 de quarta-feira, 27 de maio. Os boletos da taxa da prova poderão ser pagos até 28/05. Os candidatos devem ficar atentos à confirmação da inscrição na Página do Participante". Abraham Weintraub, ministro do MEC. https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1263868736769003520 O aumento do prazo vem na esteira do adiamento do Enem devido à pandemia do novo coronavírus, anunciado na última quarta-feira. A princípio,
Região Nordeste foi a mais prejudicada com o corte no Capes

Região Nordeste foi a mais prejudicada com o corte no Capes

Brasil
O corte de bolsas para pós-graduação feito pelo governo Jair Bolsonaro em 2019 teve maior impacto no Nordeste e os cursos mais atingidos são das áreas de engenharia, educação e medicina. Neste período, foram canceladas 7.590 bolsas para financiar pesquisas de pós-graduandos. No total, são 84,6 mil estudantes atendidos com financiamento. A Capes paga R$ 1.500 na bolsa de mestrado e R$ 2.200 no doutorado. Do total de benefícios, 7.114 são ligados aos chamados programas institucionais da Capes, em que a concessão do recurso ocorre entre o órgão e o programa de pós-graduação. Outras 476 bolsas integram acordos e editais específicos, em geral por temas e abertos a várias instituições. As bolsas são financiadas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)
MEC prorroga inscrições para o Fies até sexta-feira

MEC prorroga inscrições para o Fies até sexta-feira

Brasil, Expresso
O Ministério da Educação (MEC) informou que foi prorrogado o prazo de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Com a prorrogação, os estudantes interessados em participar do programa de financiamento do ensino superior em universidades privadas terão até as 23h59 de sexta-feira (14) para fazer a inscrição. O prazo inicial terminaria na quarta (12). Os demais prazos do cronograma do Fies foram mantidos. A divulgação dos resultados será no dia 26 de fevereiro. A complementação dos inscritos pré-selecionados ocorrerá entre 27 de fevereiro e às 23h59 de 2 de março. A convocação da lista de espera será de 28 de fevereiro até as 23h59 de 31 de março. Os estudantes interessados podem acessar o site do Fies. Serão ofertadas 70 mil vagas em instituições privadas.
Weintraub se explica no Senado sobre Enem 2019 e fala em “probleminhas” e terrorismo

Weintraub se explica no Senado sobre Enem 2019 e fala em “probleminhas” e terrorismo

Política
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, teve que se explicar ao Senado sobre os erros do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019, nesta terça (11), em uma audiência da Comissão de Educação. E ele preferiu chamar o que aconteceu de "probleminhas", e afirmou ter havido uma "linha extremamente terrorista" para desacreditar a prova por parte de políticos, da imprensa e de alguns grupos econômicos. Claro, não citou nomes. O ministro foi convidado a comparecer à sessão para explicar os erros no Enem e no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), programa do governo que seleciona candidatos a vagas em instituições públicas de ensino superior. Leia mais: Parlamentares vão ao STF por impeachment de Weintraub por quebra de decoro Enem, improbidade e fake news: Weintraub desponta como
Parlamentares vão ao STF por impeachment de Weintraub por quebra de decoro

Parlamentares vão ao STF por impeachment de Weintraub por quebra de decoro

Política
Um grupo de 19 parlamentares promete apresentar ainda hoje ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido de impeachment contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ministros de Estado estão sujeitos a pedidos de impeachment pela Lei nº 1.079/50. Segundo o grupo, formado por senadores e deputados federais, o ministro será denunciado por crime de responsabilidade. O pedido é assinado por parlamentares de diferentes partidos, como PT, Rede, MDB, PSDB, Cidadania, entre outros. Entre os motivos para a denúncia, estão os erros na correção do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), quebras de decoro e do princípio da impessoalidade —em meio à crise do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Weintraub atendeu ao pedido de um apoiador pelo Twitter e pediu para que a prova do Enem da filha
Funcionários do MEC afirmam: Resultado do Enem não é 100% confiável

Funcionários do MEC afirmam: Resultado do Enem não é 100% confiável

Brasil
Ao identificar erros em notas do Enem 2019, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) refez a conferência dos desempenhos dos participantes, mas não recalculou os parâmetros dos itens usados nas provas do exame. O procedimento traria maior segurança para os resultados, mas esse cálculo levaria mais tempo para ser concluído. O governo Bolsonaro preferiu abrir mão dessa análise para dar uma resposta rápida aos erros e manter o cronograma do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). Sem esse procedimento, funcionários do instituto e do MEC (Ministério da Educação) dizem, sob condição de anonimato, que não é possível ter 100% de confiança nos resultados. Na avaliação de técnicos da pasta, o recálculo dos parâmetros poderia reduzir o erro padrão do exame e indicar
STJ: Divulgação do Sisu é liberada

STJ: Divulgação do Sisu é liberada

Justiça
O desembargador João Otávio Noronha, presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), acatou hoje um recurso da AGU (Advocacia-Geral da União) e derrubou uma decisão que impedia a divulgação dos resultados do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). A liberação da lista de aprovados foi parar na Justiça após o MEC (Ministério da Educação) admitir ter divulgado parte das notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019 com erros. Na semana passada, a Justiça Federal de São Paulo acatou um pedido da DPU (Defensoria Pública da União) e determinou a suspensão da divulgação dos resultados do Sisu até que o MEC e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) comprovassem "documentalmente" que o erro na correção das provas do Enem foi completamente reso
Enem, improbidade e fake news: Weintraub desponta como o pior ministro do Governo

Enem, improbidade e fake news: Weintraub desponta como o pior ministro do Governo

Política
Diante de diversas polêmicas envolvendo os ministros do Governo Jair Bolsonaro, desde suas polêmicas às acusações de corrupção, o ministro da Educação, Abraham Weintraub está conseguindo se destacar. Da pior forma possível, nesta semana ele vem conseguindo se destacar como o pior chefe de pasta. Usuário assíduo do Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, não deixou a rede social de lado em meio à crise envolvendo o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), uma das principais portas de entrada ao ensino superior no Brasil. Em uma de suas interações, atendeu ao pedido de um seguidor alinhado ao governo Jair Bolsonaro (sem partido) para recorrigir a prova do Enem de sua filha. E com isso, a Defensoria Pública da União enviou nesta segu
Divulgação do resultado do Sisu continua suspensa pela Justiça

Divulgação do resultado do Sisu continua suspensa pela Justiça

Brasil
A Justiça manteve a liminar que suspense o Sisu, que teve inscrições encerradas neste domingo à noite. Na prática, a medida significa que os resultados dos exames não poderão ser divulgados na terça-feira, como estava previsto no cronograma. A decisão foi tomada pela desembargadora Federal Therezinha Cazerta, presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região. A desembargadora federal pediu transparência no Enem "O Poder Judiciário não é esteio para a solução dos problemas administrativos que o Poder Executivo enfrenta, mas garantidor de direitos, que exerce sua atribuição quando protege os indivíduos do arbítrio do Estado". Desembargadora Federal Therezinha Cazerta, em despacho contra organização do Enem. Ela ainda explicou que as razões que levaram a suspensão do Sisu na prime
Criacionismo é defendido pelo novo presidente do Capes como ‘contraponto à teoria da evolução’

Criacionismo é defendido pelo novo presidente do Capes como ‘contraponto à teoria da evolução’

Brasil
O novo presidente da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), órgão ligado ao Ministério da Educação, defende a abordagem educacional do criacionismo em "contraponto à teoria da evolução". Evangélico, Benedito Guimarães Aguiar Neto era reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie desde 2011 e foi nomeado nesta sexta-feira (24) para compor o governo Jair Bolsonaro. No ano passado, Aguiar Neto anunciou que o Mackenzie, de São Paulo, ampliaria os estudos do chamado design inteligente, uma roupagem contemporânea do criacionismo, que advoga uma natureza teológica da origem do universo. Design Inteligente O termo design inteligente tem sido usado exatamente nas discussões que advogam a abordagem do tema na educação. Para seus defensores, a teoria dar