28 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: meio ambiente

Ricardo Salles disse que quer aproveitar a pandemia para ‘ir passando a boiada’’

Ricardo Salles disse que quer aproveitar a pandemia para ‘ir passando a boiada’’

Política, Vídeos
Na reunião ministerial do dia 22 de abril, que foi divulgada nesta sexta-feira (22) por decisão do STF, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, dá sugestões a seus colegas de Esplanada de como aproveitar a pandemia do novo coronavírus para “passar reformas infralegais de resgulamentação, simplificação” e “todas as reformas que o mundo inteiro” teria cobrado dele e de outros ministros nas viagens ao exterior. “Então, para isso, precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de Covid e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas. De IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), de ministério da Agricultura, de ministério de Meio Ambiente, de ministéri
Ministro Ricardo Salles é expulso do partido Novo: ‘Prefiro Bolsonaro a Amoêdo’

Ministro Ricardo Salles é expulso do partido Novo: ‘Prefiro Bolsonaro a Amoêdo’

Expresso, Política
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, comunicou que foi expulso do partido Novo. Em publicação nas redes sociais, ele diz que o motivo teria sido por assumir "sem qualquer informação prévia ou pedido de autorização ao partido Novo o cargo de ministro de estado do Meio Ambiente no governo do atual presidente sr. Jair Messias Bolsonaro". Fui comunicado da minha EXPULSÃO por ter assumido “sem qualquer informação prévia ou pedido de autorização ao Partido NOVO, o cargo de Ministro de Estado do Meio Ambiente no governo do atual Presidente Sr. Jair Messias Bolsonaro”. Entre Amoedo e Bolsonaro, fico com Bolsonaro ! pic.twitter.com/Y7OiaJ5sxH — Ricardo Salles MMA (@rsallesmma) May 7, 2020 Nas redes sociais, Amoêdo respondeu: Em meio a uma pandemia, com uma crise econômica e polí
Construções ilegais ameaçam Horto Florestal

Construções ilegais ameaçam Horto Florestal

Maceió
Nesta terça-feira (3) a secretária de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet), Rosa Tenório, recebeu o Superintendente do Ibama em Alagoas, Mário Daniel Sarmento de Moraes, para tratar de denúncia de invasão por construções irregulares no entorno do Horto Florestal, no bairro de Gruta de Lourdes. A reunião foi acompanhada pelo secretário Adjunto de Meio Ambiente, José Roberto Fonseca, e fiscais técnicos das áreas de obras e de meio ambiente. O superintendente fez um relato da situação informando a preocupação de que as invasões coloquem em risco a biodiversidade da área de floresta, que abriga desde 2018 o Parque do Horto, com área para visitação e lazer. O Horto Florestal é uma Área de Preservação Permanente (APP) instituída por meio do Decreto Federal 1.709 d
Ibama: Navio da Vale encalha com cerca de 4 mil toneladas de óleo na costa do Nordeste

Ibama: Navio da Vale encalha com cerca de 4 mil toneladas de óleo na costa do Nordeste

Brasil
O Ibama (Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) informou nesta quinta (27) que o navio encalhado na costa do Maranhão, contratado pela Vale, tem 4.000 toneladas de óleo combustível. As autoridades tentam acelerar o processo de retirada, para evitar um desastre ambiental. O volume de combustível no navio é quase equivalente às cerca de 5.000 toneladas de resíduos oleosos (óleo misturado a areia e água) recolhidas nas praias do Nordeste após vazamento de origem não identificada em 2019. Ainda não há sinais de vazamento no Maranhão, mas especialistas alertam para o risco de rompimento do casco da embarcação. Segundo a Vale, são 3.500 toneladas de óleo residual e 140 toneladas de óleo destilado. O navio Stellar Banner deixava o terminal da Ponta da Mad
Mutirão reunirá voluntários para limpeza na orla lagunar

Mutirão reunirá voluntários para limpeza na orla lagunar

Maceió
A região da orla lagunar, no trecho Dique Estrada do bairro Vergel do Lago, receberá um mutirão de limpeza no próximo sábado, dia 1º de fevereiro, com a participação de voluntários para o recolhimento de resíduos nas margens da lagoa e na água, com o suporte de canoas. A ação, realizada por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Maceió e outras instituições, foi proposta pela Associação dos Engenheiros Sanitaristas e Ambientais de Alagoas (Aesal) em alusão ao dia da categoria, celebrado em 31 de janeiro. A concentração tem início às 9 horas, em frente à sede da ONG Manda Ver, e o mutirão segue até a Igreja Virgem dos Pobres. Responsável pela gestão da limpeza urbana da capital, a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) participa do mutirão com equ
Guedes em Davos: ‘O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza’

Guedes em Davos: ‘O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza’

Economia
Ministro da Economia, Paulo Guedes fez um pouco de ginástica mental para tirar a responsabilidade dos mais ricos pela culpa dos problemas ambientais no planeta. Nesta terça (21), durante o painel "Shaping the Future of Advanced Manufacturing", realizado durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), Guedes afirmou que o grande inimigo do meio ambiente é a pobreza. E disse que o mundo precisa de mais comida e salientou que é preciso usar defensivos para que seja possível produzir mais. "Destroem porque estão com fome. Somos animais que escapamos da natureza". Paulo Guedes, ministro da Economia. Guedes afirmou ainda que o Brasil criou um ambiente melhor para os negócios e que é preciso qualificar as pessoas para terem um emprego no sistema, que está mais tecnológico. "Num paí
Brasil sabota conferência do Clima na ONU e ministro Salles celebra com churrasco

Brasil sabota conferência do Clima na ONU e ministro Salles celebra com churrasco

Brasil
A COP-25, conferência climática da ONU, terminou na madrugada de domingo (15) em Madri, sem alcançar seu principal objetivo: regulamentar o artigo 6 do Acordo de Paris, que trata sobre a criação de um mercado de carbono para incentivar ações de mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. O Brasil foi o principal bloqueador do consenso. O principal fator foi a mudança de tática de negociação imposta pelo comando do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que dificultou as negociações, segundo observadores e também diplomatas de delegações de países desenvolvidos. Chefe da delegação brasileira na COP, Salles usou as reuniões bilaterais com países desenvolvidos para pedir dinheiro ao Brasil, como contrapartida para desbloquear a negociação. Mensagens trocadas entre negociadore
Diante do óbvio, líderes mundiais querem ampliar luta contra aquecimento global

Diante do óbvio, líderes mundiais querem ampliar luta contra aquecimento global

Mundo
Líderes mundiais prometeram ampliar a luta contra o aquecimento global no primeiro dia da COP25, a conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, que está sendo realizada em Madri, na Espanha. Ela reúne líderes de mais de 30 países. Os participantes se comprometeram a agir nos termos do Acordo de Paris, que deverá ser implementado no ano que vem. No entanto, os líderes dos maiores emissores dos gases causadores do efeito estufa, incluindo os Estados Unidos, a China, a Índia e o Japão, não participam do encontro. Os EUA, o segundo maior emissor desses gases no mundo, anunciou oficialmente a sua retirada do Acordo de Paris em novembro. A COP-25 estava prevista para acontecer inicialmente no Brasil, mas o presidente Jair Bolsonaro decidiu não sediar o evento em novem
Bolsonaro é denunciado ao Tribunal Internacional por ‘crimes contra a humanidade’

Bolsonaro é denunciado ao Tribunal Internacional por ‘crimes contra a humanidade’

Justiça
O presidente Jair Bolsonaro foi denunciado nesta quarta (27) no Tribunal Penal Internacional (TPI) por “crimes contra a humanidade” e “incitação ao genocídio de povos indígenas” do Brasil. Assinam a representação o grupo de advogados Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos (CADHu) e a Comissão Arns, associação formada por personalidades do mundo político, juristas, acadêmicos, intelectuais, jornalistas e militantes sociais, presidido pela socióloga Margarida Genevois. As entidades consideram Bolsonaro responsável por “um crime contra a humanidade”. A acusação contra Bolsonaro afirma que atos do presidente brasileiro “promovem a incitação ao cometimento de genocídio contra os povos indígenas e tradicionais brasileiros, uma vez que podem intencionalmente destruir, no todo ou em p
Com crescimento de 29,5% no ano, desmatamento na Amazônia bate recorde

Com crescimento de 29,5% no ano, desmatamento na Amazônia bate recorde

Brasil
Entre agosto de 2018 e julho de 2019 o Brasil bateu o recorde do desmatamento na Amazônia desta década. Segundo o sistema de monitoramento Prodes, que oferece o dado mais preciso, consolidado e com nível de confiança superior a 95%, foram destruídos 9762 km², um aumento de 29,5% em comparação com o ano anterior. Juntos, os estados de Pará, Rondônia, Mato Grosso e Amazonas foram responsáveis por 84% do total desmatado no período, cerca de 8.213 km². O aumento percentual desse ano é o terceiro maior da história. Aumentos tão acentuados só foram vistos nos anos de 1995 e 1998. No primeiro, o crescimento foi de 95% e a taxa alcançou o pico histórico: 29.100 km² de área devastada. Já em 1998 o aumento do desmate foi de 31%. Os dados anuais consolidados do desmatamento da Amazôn