9 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade

Tag: PSL

PT e PSL terão quase R$ 400 milhões do fundo para a campanha eleitoral

PT e PSL terão quase R$ 400 milhões do fundo para a campanha eleitoral

Blog, Marcelo Firmino
Esquerda e direita nas próximas eleições terão os maiores orçamentos do Fundo Partidário para partilhar com os seus candidatos a prefeito e vereador. Pelas regras definidas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), PT e PSL terão quase R$ 400 milhões para fazerem suas campanhas. O PT terá à disposição R$ 20o milhões e o PSL R$ 193 milhões. Os dois partidos rivais têm as maiores bancadas no Congresso. Mas, caberá a Executiva Nacional de cada partido fazer a distribuição dos recursos com cada diretório municipal. A regra do jogo será sempre uns mais, outros menos e bem menos. O que está em jogo é a eleição. Certamente levará mais, pelas estratégias dos partidos, quem tem mais possibilidade de se eleger. O candidato chamado "poca urna" não deixará de ter seus trocados por que a
Deputado do PSL faz doxing com “dossiê de acusados de serem antifascistas”

Deputado do PSL faz doxing com “dossiê de acusados de serem antifascistas”

Brasil
O Dep. Estadual Douglas Garcia (PSL), da Assembleia Legislativa de São Paulo, utilizou dinheiro público para montar um dossiê com mil páginas contendo nome, rede social, endereço físico, contato e descrição de pessoas consideradas antifascistas. Esse dossiê circula pelas redes de Whatsapp da extrema direita. O documento é bastante detalhado, contendo informações pessoais e descrições do tipo "vocalista de banda" ou "feminista". Douglas Garcia  publicou em sua rede de facebook um vídeo onde confessa ter feito um dossiê: https://www.facebook.com/DouglasGarciaOficial/posts/2652990801580306 Há ainda um outro indício que pode sugerir que este dossiê pode ter sido feito com dinheiro público. Na página da Alesp, é possível encontrar dados sobre gastos de gabinetes dos deputados
Deputado Cabo Bebeto (PSL) prefere ‘ficar 1 minuto sem respirar do que morrer de fome’

Deputado Cabo Bebeto (PSL) prefere ‘ficar 1 minuto sem respirar do que morrer de fome’

Alagoas, Expresso
Enquanto o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia, Silvio Camelo (PV), falava sobre a preocupação de Alagoas com a economia, ele reforçou que, no momento, é necessário pensar na saúde. “Fiquem sem respirar por 15 minutos e percebam o que isso vai causar”. Silvio Camelo (PV), líder do governo na ALE. Já Cabo Bebeto (PSL), que defende a reabertura do comércio e relativiza o isolamento social, assim como Jair Bolsonaro, em aparte, disse que preferia ficar sem respirador se fosse para reabrir o comércio. Bebeto rebateu afirmando que o Governo de AL não entende as necessidades do povo pobre e com as lojas fechadas devido ao decreto. "Preferia ficar 1 minuto sem respirar do que morrer de fome”. Cabo Bebeto (PSL-AL), deputado estadual.
Cabo Bebeto convoca apoiadores para manifestação pró-Bolsonaro em Maceió

Cabo Bebeto convoca apoiadores para manifestação pró-Bolsonaro em Maceió

Maceió
O deputado Cabo Bebeto (PSL-AL) usou as redes sociais para convocar apoiadores do presidente Jair Bolsonaro para a manifestação que vai ocorrer no dia 15 de março, em várias cidades do Brasil. Em Alagoas, a mobilização terá início às 09h, no Corredor Vera Arruda, na orla de Maceió, com a presença confirmada de movimentos de direita. "O nosso presidente precisa do nosso apoio. Conto com a presença de cada um de vocês!" Deputado Cabo Bebeto. Segundo o deputado, a pauta é única. O foco da manifestação será o apoio ao presidente, e não o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), como vem propagando alguns grupos políticos. "O ato vem ganhando força em todo o país e promete reunir um número expressivo de apoiadores nas ruas da capital alagoana". Cabo Bebeto
Ainda com Bolsonaro, PSL usou verba pública até nos bonecos infláveis

Ainda com Bolsonaro, PSL usou verba pública até nos bonecos infláveis

Política
O dinheiro público do fundo partidário destinado ao PSL foi usado para a confecção de 14 bonecões infláveis de Jair Bolsonaro e do presidente da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PE), ao custo de R$ 33 mil aos cofres públicos. Eles foram confeccionados em tamanhos variados: oito de 1,8 metro, quatro de 3 metros e dois superbonecos, um de Bolsonaro e um de Bivar, com 5 metros de altura cada um. O gasto foi para animar solenidade em São Paulo relacionada à campanha nacional de filiação que o partido promoveu em 17 de agosto do ano passado. Só os eventos realizados nesse dia, em várias cidades do país, custaram ao partido cerca de R$ 4 milhões. O dinheiro veio exclusivamente do Fundo Partidário, que bancou bufês, brindes, camisetas, aluguel de hotéis, de ônibus, segurança,
Maceió vai sediar I Encontro Alagoano de Apoiadores do Aliança pelo Brasil

Maceió vai sediar I Encontro Alagoano de Apoiadores do Aliança pelo Brasil

Política
Aliados do presidente Jair Bolsonaro vão realizar em Maceió, no próximo dia 7, o I Encontro Alagoano de Apoiadores do Aliança pelo Brasil. O partido vem conduzindo uma força-tarefa em todo o país com o objetivo de acelerar a coleta de assinaturas para registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a tempo de disputar as eleições municipais deste ano. Na capital alagoana, o evento ocorrerá no Hotel Ritz Lagoa da Anta, com presença confirmada da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e de movimentos de direita. A expectativa dos organizadores é de que o presidente Bolsonaro participe do encontro por meio de transmissão ao vivo pela internet ou vídeo gravado. Em Alagoas, o Aliança pelo Brasil está sob a comando do deputado estadual Cabo Bebeto (PSL-AL), que integra o grupo de p
Bolsonaro presta solidariedade ao dono da Havan e nada ao Porta dos Fundos

Bolsonaro presta solidariedade ao dono da Havan e nada ao Porta dos Fundos

Brasil
O presidente Jair Bolsonaro prestou solidariedade, em suas redes sociais, ao empresário Luciano Hang, dono das Lojas Havan, depois que um incêndio destruiu uma das estátuas de sua loja. Vestindo um uniforme do Cascavel, time paranaense patrocinado pela Havan, Bolsonaro se refere a Luciano Hang como 'empreendedor'. O incêndio foi em uma unidade de São Carlos (232 km a noroeste de São Paulo), na madrugada do dia 31 de dezembro, destruindo a estátua de 32 metros de altura, uma réplica da americana Estátua da Liberdade. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o empresário Luciano Hang, dono da Havan, disse que a empresa foi vítima de "terrorismo". Hoje às 15h LIVE sobre incêndio em São Carlos (SP). pic.twitter.com/EFCF1Nbk8d — Luciano Hang (@luciano_hang) December 31, 2019
Joice: Bolsonaros comandam ‘gabinete do ódio’ com 1,8 milhão de robôs

Joice: Bolsonaros comandam ‘gabinete do ódio’ com 1,8 milhão de robôs

Política
A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) apresentou nesta quarta (4), na CPMIdas Fake News, os resultados de suas investigações sobre o chamado ‘gabinete do ódio’, grupo acusado de montar uma ‘milícia digital’ para atacar opositores políticos do governo Bolsonaro. Joice afirmou que o gabinete do ódio tem o vereador Carlos Bolsonaro (PSC) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), filhos do presidente, como ‘mentores’ ou ‘cabeças’. A deputada disse que os irmãos pautam, por meio do gabinete do ódio, a atuação de outros movimentos na internet. Segundo Hasselmann, assessores parlamentares fazem parte do grupo e que aproximadamente R$ 500 mil (R$ 491 mil) de dinheiro público foram utilizados para ‘perseguir desafetos políticos‘ do presidente. A congressista citou os nomes de Filipe Mart
Eduardo Bolsonaro e outros 17 deputados são suspensos pelo PSL

Eduardo Bolsonaro e outros 17 deputados são suspensos pelo PSL

Política
Os membros do Diretório Nacional do PSL, presidido pelo deputado federal Luciano Bivar (PE), confirmaram, por unanimidade, as suspensões e advertências a 18 parlamentares do partido e a dissolução do diretório estadual de São Paulo, que era comandado por Eduardo Bolsonaro. Esses deputados se alinharam ao presidente Jair Bolsonaro na disputa de poder que ocorreu dentro da legenda em meados de outubro. A suspensão acarreta afastamento da atividade parlamentar. Os deputados devem ser retirados de comissões das quais são membros, por exemplo. As suspensões a 14 parlamentares e advertências a outros 4 já haviam sido recomendadas pelo conselho de ética do partido na semana passada e precisavam ser validadas pelos 153 membros com direito a voto no Diretório Nacional na reunião convocada
Campanha de Bolsonaro não declarou 11 milhões de santinhos

Campanha de Bolsonaro não declarou 11 milhões de santinhos

Política
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se orgulha de clamar sua campanha eleitoral como a mais barata da história. Mas a cada momento, cada vez mais valores vem surgindo. Primeiro com a denúncia de uso de candidatas laranjas, e agora com a impressão de quase 11 milhões de santinhos. A análise de centenas de notas fiscais que integram a prestação de contas eleitorais dos 27 diretórios estaduais do PSL mostra que a campanha de Bolsonaro em 2018 foi mais cara do que a declarada por ele à Justiça Eleitoral, além de ter sido financiada em parte por dinheiro público, o que ele sempre negou ter usado. Os documentos revelam que ao menos R$ 420 mil, parte dele, dinheiro público do fundo eleitoral, foram usados para a confecção de 10,8 milhões de santinhos, adesivos, panfletos e outros