25 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Vídeo: Mandetta cobra Bolsonaro até no Fantástico da Rede Globo

Entrevista com as cobranças foi feita para um canal considerado “inimigo” do presidente

Após semanas com discussões, diretas e indiretas ou até mesmo ameaças de demissão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deu um passo além na briga pública que ele tem com Jair Bolsonaro: em entrevista ao Fantástico da Rede Globo, considerado um canal “inimigo”, ele foi direto e cobrou o presidente.

Mandetta afirmou que espera “uma fala unificada e o fim da dubiedade” entre suas orientações e as do presidente Bolsonaro a respeito das medidas de combate à expansão da pandemia do novo coronavírus.

Embora em tom mais comedido que no início da pandemia, Mandetta voltou a defender que a população brasileira permaneça em casa, posição contrária à defendida pelo presidente. Ainda assim, afirmou que o governo federal precisa passar uma “fala única” à população.

E o recado foi dado justo na Rede Globo.

“A diferença nas orientações preocupa porque a população olha e fala assim: Será que o ministro da Saúde é contra o presidente? E não há ninguém contra ou a favor de nada. O nosso inimigo é o coronavírus, ele que é o nosso principal adversário. Se eu estou ministro da Saúde, eu estou por obra e nomeação do presidente. O presidente também olha pelo lado da economia. O Ministério da Saúde entende a economia, entende a cultura, mas chama pro lado do equilíbrio e proteção à vida. Eu espero que essa validação dos diferentes modelos de enfrentamento dessa situação possa ser comum e possa ter uma fala unificada.” Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde.

E em nova indireta ao presidente, Mandetta criticou o desrespeito às medidas de isolamento social.

“Quando você vê pessoas entrando em padarias, em supermercados, fazendo aquelas filas, uma atrás da outra, encostadas, grudadas, pessoas fazendo piqueniques em parques, aglomeradas. Isso é claramente equivocado”. Luiz Henrique Mandetta.

Bolsonaro, que não foi citado nominalmente, mas recebeu onda de críticas por ter ido a uma padaria durante o feriado de Páscoa. Nas imagens aparece dando a mão, abraçando e sendo fotografado com as pessoas sem usar máscara ou qualquer proteção. O vídeo foi postado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Horas antes, o próprio presidente, em live com líderes religiosos, havia dito que a ‘questão do coronavírus já estava indo embora’, apesar do ministério da Saúde afirmar que ainda não chegamos no pico da pandemia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.