31 de maio de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Mensagens de Bolsonaro são apagadas pelo Twitter por representarem risco à saúde

Presidente postou vídeos em aglomerações, incentivando as pessoas a saírem de casa, durante visita a áreas comerciais de Brasília

Bolsonaro em meio à aglomeração – Foto: Reprodução

Um caso raro no comportamento das redes sociais. Duas publicações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro, em sua conta oficial no Twitter, foram deletadas pela plataforma, por infringir regras por ela adotadas para controle de informações que possam colocar as pessoas em situação de risco maior em relação ao coronavírus.

Não é comum isso acontecer, quando o titular da conta é o chefe de uma nação. Mas há casos recentes de publicações retiradas do ar compulsoriamente, também nas contas do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e do senador Flávio Bolsonaro, pelo mesmo motivo: colocar em risco a saúde da população. Atitude louvável. Seria um excelente serviço à sociedade, se todas as plataformas seguissem o exemplo, não só em relação às autoridades, mas a toda pessoa que usasse as redes sociais para divulgar informações que confundem e aumentam o risco da população nesse momento de pandemia.

No caso do presidente da República, as publicações deletadas foram resultados da sua travessura, neste domingo, quando resolveu passear pelas ruas de Brasília, visitar vendedores ambulantes e estabelecimentos comerciais, mais uma vez desafiando as recomendações das organizações oficiais de saúde do Brasil e do mundo visando ao controle do avanço da doença (que ele chama de gripezinha), que já matou cerca de 34 mil pessoas no mundo, nos últimos três meses (e continua matando em larga escala).

Nos vídeos postados durante o passeio, Bolsonaro aparece em aglomerações entre comerciantes, apoiadores e curiosos, questiona as medidas de isolamento social, incentiva as pessoas a saírem de casa, diz que “o país fica imune quando 60, 70% foram infectados”, e promove o uso de uma medicação ainda não confirmada cientificamente como eficaz na cura da Covid-19.

Desde o início da noite deste domingo, quem frequentou a conta do Presidente na rede social em questão, encontrou pelo menos duas vezes essa mensagem: “Este tweet não está mais disponível porque violou as regras do Twitter”.

Aos que buscaram explicação, a resposta é uma só: “O Twitter anunciou recentemente, em todo o mundo, a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir a Covid-19”.

Nesse sentido, o Acordo de Contingência estabelecido pelo Twitter aponta uma série de conteúdos que podem suscitar a remoção da mensagem, entre eles a “Negação das recomendações de autoridades de saúde locais ou globais para diminuir a possível exposição ao COVID-19 com a intenção de influenciar as pessoas a agir contra as orientações recomendadas, como: “o distanciamento social não é eficaz” ou incentivar ativamente as pessoas a não se distanciar socialmente em áreas impactadas pelo COVID-19”.

Muito bem enquadrado…

Aos desavisados, é bom ficar atento.

Ops! Alguém ouvindo essa zuada vinda do lado direito? Parece aquele refrão:

– “Esse Twitter é esquerdista, petista e comunista!”

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.